Esse post é baseado na pagina de um programa para pc chamado BATERY CARE, mas como as baterias de notebook e de smartphone são feitas de ions de litio, e possuem o mesmo tipo de chip de controle, acho que a comparação é valida.

Conhecendo as baterias de ions de lítio

Calibração da bateria do seu Smartphone

Todas as baterias avançadas de iões de lítio (as utilizadas em aparelhos hi-tech) contêm um pequeno chip controlador que mede a capacidade de carga das células num determinado instante. Porém, com o tempo, se a bateria carregada, por exemplo, sempre acima dos 20%, existe 20% da bateria que nunca chega a ser “vista” por esse chip controlador.
Devido à natureza química das células de iões de lítio, estas perdem a capacidade de reter carga mesmo sem ser usadas. Então, se essas células correspondentes aos 20%, que não chegam a ser exercitadas perderem, digamos, 5% em 6 meses, o controlador não vai saber que em vez de 20% de carga útil, essas células só têm 15%. Nesse caso, o controlador reportará sempre a capacidade que sabia na altura da última vez que “passou os olhos” nessa parte da bateria.
Ao realizar um ciclo de descarga completo, a bateria é obrigada a utilizar toda a capacidade disponível e o sensor vai detectar toda a carga útil que está efectivamente armazenada. Se chegar aos 5%, na realidade só terá mais uns pózinhos de carga, porque esses 5% já são considerados inutilizados e então o sensor como não detecta mais carga daí em diante, actualiza o valor total da capacidade para reflectir que naquela zona da bateria deverá ser mostrado 0% e não 5%.
Realizar um procedimento de calibração da bateria, de facto calibra o sensor da bateria para ele reportar o valor real. Obrigar a bateria a circular todos os iões de lítio disponíveis enquanto esta operação é monitorizada pelo sensor, vai fazer com que este último fique com a real percepção do valor total que a bateria contém no momento.
Concluindo, pode-se afirmar que as regras de manutenção das baterias dos portáteis são aplicadas aos smartphones e às suas baterias de iões de lítio (Li-ion) e polímeros de lítio (Li-Pol), uma vez que a tecnologia por detrás destas é comum: células que guardam carga, monitorizadas por um chip controlador. E quem reporta o valor restante da bateria é o próprio controlador embutido na bateria e não um ficheiro presente no sistema operativo. Se o hardware do “Smartphone Android” fosse colocado a servir um outro sistema operativo, o valor reportado de carga seria o mesmo.

 

Bateria Cuidados

 

BateriaComo fazer uma calibração (descarga total)?

O método mais correcto para fazer uma descarga total (100% até um mínimo de 5%) consiste no seguinte procedimento:

Carregar a bateria totalmente até ao máximo da sua capacidade (100%);
Deixar a bateria "repousar" conctado no carregar no estado de totalmente carregada durante 2 horas ou mais a fim de esta poder arrefecer do processo de carregamento. Pode usar o celular normalmente durante este período,com o carregador conectado.
Desconectar o cabo de alimentação e utilize o smartphone até o sistema android se desligar por conta.
Quando o smarphone desligar por completo, deixar desligado por 5 horas ou mais;
Ligue o smarphone à corrente para fazer um carregamento ininterrupto até ao máximo da sua capacidade (100%). Pode usar o aparelho normalmente durante este período.

Muitas pessoas tendem a pensar "Se calibrar dá maior nível de desgaste, então é uma coisa má". É um pensamento errado porque, como já dito, a calibração serve para que a bateria relate a verdadeira capacidade pode reter. A calibração tem o objectivos de evitar surpresas como, por exemplo ficar com a falsa impressão de que a tua bateria está durando menos ou teu smarphone está consumindo mais.

FONTE :Baterycare.

Espalhe o Artigo