H1, H2 e H3 – Aprenda a Usar Corretamente os Títulos no WordPress

Autor: Danillo Leite

Publicado em: - Modificado em:

Títulos no WordPress. Ao pensarmos na elaboração de um conteúdo, é fundamental nos atentarmos ao uso de palavras-chave e das técnicas de SEO, levando em consideração o tipo de texto, a estratégia em foco e o meio em que vai ser disponibilizado.

E tão importante quanto essas decisões é a escolha dos títulos, que são conhecidos como heading tags (traduzidas como “tags de cabeçalho”) e classificados em uma escala que varia de 1 a 6, seguindo uma ordem de importância: do título (H1) para os subtítulos (do H2 ao H6).

Continue acompanhando este artigo para saber detalhes sobre os conhecidos H1, H2 e H3, e como utilizar os Títulos no WordPress Corretamente.

Forma de Usar os Títulos no WordPress

As heading tags são utilizadas com os objetivos de estruturar e organizar uma página para proporcionar uma navegabilidade e leitura mais agradável e apropriada ao visitante e aos mecanismos de busca.

E para isso, é preciso destacar os títulos e subtítulos do restante do conteúdo, que os robôs interpretam como tópicos ao serem tagueados adequadamente no HTML, o que acontece por meio de códigos no WordPress (como <H1>, por exemplo).

Mas isso não significa que seja necessário utilizar as seis headings tags, porque depende de alguns fatores, como a relevância, o conteúdo a ser publicado no WordPress e a forma a ser distribuído para proporcionar uma leitura agradável.

Porém, é importante posicioná-las de forma lógica, porque quando não consideramos a hierarquia dos títulos, a estrutura do texto pode ser comprometida, causando confusão ao leitor, assim como a posição no ranqueamento nos resultados de pesquisa do Google também tende a ser impactada.

Além disso, existem alguns fatores que precisam de atenção ao utilizar os títulos no WordPress, porque igualmente podem impactar em relação ao SEO e à usabilidade, como, por exemplo:

  • Usar as palavras-chave com moderação para não ser penalizado pelo Google;
  • Evitar usar as mesmas heading tags em conteúdos diferentes, porque pode perder a forma de tratamento única.

Exemplos do Uso dos Títulos na Prática

A primeira é voltada para o título, que deve ser exclusivo em cada página e conter a palavra-chave principal, e é acompanhada por um breve resumo do assunto a ser abordado no decorrer do conteúdo.

Enquanto isso, a relevância do H2 (subtítulo) tem crescido com o passar dos anos, logo, deve ser elaborada de forma a auxiliar tanto o texto quanto as demais estratégias que possam ser adotadas para atingir o objetivo do conteúdo.

Em seguida, são acrescentadas as demais heading tags que antecedem, cronologicamente, os parágrafos elaborados, ou seja, elas são inseridas da mais importante para a de menor relevância no texto.

Importância das Heading Tags

Quando um texto é bem elaborado e são incluídos fatores que influenciam no ranqueamento, como as técnicas de SEO e UX (experiência do usuário), por exemplo, o Google entende que ele é rico e relevante, colocando-o em uma boa posição na página de resultados de pesquisa.

E isso inclui a utilização adequada das heading tags, que organizam a estrutura do texto e informam o assunto do conteúdo aos mecanismos de busca, porque tendem a conter as palavras-chave mais relevantes.

Logo, por mais que conheça os seus produtos ou serviços melhor do que ninguém, conte com a iT9 Marketing Digital para ajudar com essas questões que aparentemente não chegam a impactar na sua empresa, mas que, ao serem utilizadas adequadamente, podem proporcionar bons resultados ou auxiliar na conquista das metas esperadas.

Mais Informações sobre este assunto na Internet:
Compartilhar:
© iT9 Marketing Digital em Santo André - Todos os Direitos Reservados.
Um produto AbcTudo Notícias