Android

Android, Blog, Smartphones

SetDNS – Use o Google DNS ou OpenDNS no Android

O seu Android mais rápido na resolução de nomes

Normalmente o serviço de DNS é fornecido pelo ISP (Internet Service Provider – Provedor de serviços de internet) que nos dá acesso à Internet. No entanto cada um é livre do usar o serviço de DNS que deseja. Na prática, quanto mais rápido for o servidor de DNS a resolver/traduzir  um nome (endereço) num endereço IP, mas rápido será o acesso à informação.

Para desktop foram já várias as ferramentas (ex.DNS Switch, QuickSetDNS, etc)  que apresentamos para forçar o uso de outros serviços de DNS. Hoje vamos conhecer o SetDNS para Android.

Android_09

 Qual a importância do DNS?

Um dos serviços/protocolos mais importante em qualquer rede de dados é o DNS (Domain Name System). Tal como o nome sugere, o DNS traduz  nomes em endereços IPs e vice-versa. Por exemplo, quando acessamos ao site www.google.com, o nosso sistema precisa de saber qual o servidor a contactar e pede ao servidor de DNS (que está configurado) para que este lhe traduza o nome num endereço IP.

SetDNS

O APP SetDNS permite que utilizador mude de servidores de DNS de uma forma muito simples e rápida. De salientar que a aplicação permite alterações (Override) de DNS tanto ao nível das ligações 3G como Wifi e tem ainda suporte para IPv6. Um aspecto, de certa forma negativo, é facto de todas as funcionalidades apenas funciona em dispositivos com privilégios root .

setDNS_01

Relativamente ao serviços de DNS pré-configurados, vale destacar o Google DNS, OpenDNS, entre outros. O SetDNS tem também um widget para que o utilizador possa ver de forma rápida as configurações ao nível do DNS no seu dispositivo.

Google DNS, OpenDNS, entre outros

Em algumas ocasiões, a mudança de serviço de DNS ajuda a resolver problemas da rede ou simplesmente torna as comunicações mais rápida. A versão gratuita apenas funciona por 24 horas no entanto, quem não quiser pagar, pode sermpre recorrer ao DNS Changer.

Download: SetDNS
Homepage: SetDNS

Android, Blog, Smartphones

Reduza o consumo da bateria de smartphones e tablets Android

vida-nova-bateria

Um assunto frequente entre usuários de smartphone e tablets e que tira o sono de alguns, é o consumo exagerado de bateria. Com a grande quantidade de recursos e a tendência dos usuários usarem cada vez mais os seus dispositivos fica cada vez mais difícil manter uma média boa de horas por carga completa.

É por isso que resolvi dedicar este post a repassar algumas dicas que podem fazer da bateria do seuAndroid menos sofrida. Embora sejam genéricas, é importante dizer que são baseadas na minha experiência com o celular Samsung Galaxy S3, rodando o firmware 4.3. Podem ou não funcionar em outras versões ou outros hardwares, cabe a você testar, sempre por sua conta em risco. Entendendo isso, vamos ao trabalho:

Para começar existem dois conceitos importantes para se entender o consumo da bateria:

  • Wakelock: Ação provocada por aplicativo ou serviço que tira o dispositivo do estado de sono profundo.
  • Sono profundo (ou deep sleep): Estado ocioso do celular, quando a tela esta desligada e o consumo de bateria é o menor possível.

O consumo de bateria mais preocupante é quando você NÃO está usando o dispositivo, porque no contrário é esperado que o consumo seja justificado (na maioria das vezes). O maior causador dessa “drenagem ociosa” são os wakelocks, que tiram o seu aparelho do sono profundo drenando preciosas percentagens de bateria quando você nem sequer está tocando nele. Alguns dos maiores vilões da bateria são aplicativos do fabricante (os famosos bloatwares) e, por incrível que pareça, alguns serviços do próprio Google. Mas, como isso não é uma ciência exata, o usuário deve pesquisar o aparelho e encontrar os seus próprios vilões.

Vou tratar de 4 medidas para combater a drenagem: Investigar, Desautomatizar, Congelar e Hibernar

1) Investigar

Investigar o consumo de bateria com um aplicativo que ofereça estatísticas mais completas, como oBetterBatteryStats (BBS). É possivel baixa-lo gratuitamente pelo tópico do desenvolvedor no forum XDA. Ou então se quiser suportar o trabalho do desenvolvedor, ele é vendido no Google Play clicando aqui – Necessário ROOT para uma das funções.

Dica: A seção de “Alarms” do aplicativo diz muito a respeito dos apps e processos que acordam o dispositivo.

1

2) Desautomatizar

Desautomatizar o arranque de aplicativos em eventos específicos do sistema. Para isso eu uso um aplicativo grátis da Play chamado Autostarts. Baixe-o clicando aqui – Necessário ROOT.

Por exemplo: No evento “Connectivity changed” alguns apps/serviços podem ser executados sem interferência do usuário quando a conexão alterna entre offline, dados e wi-fi. Desativar alguns desses auto-arranques pode ajudar bastante na economia de bateria. Mas sempre cabe ao usuário identificar, no seu dispositivo, quais apps vêm sendo executados de maneira automática e avaliar a sua desativação ou não,sempre se certificando de não desativar algo essencial para o funcionamento do sistema.

Alguns auto-arranques que desativei do Google Play Services:

  • com.google.android.gms.gcm.GmsAutoStarter e com.google.android.gms.gcm.ServiceAutoStarter do evento “Connectivity changed”
  • com.google.android.gms.gcm.ServiceAutoStarter do evento “Background data setting changed”
  • com.google.android.location.internal.NlpNetworkProviderSettingsUpdateReceiver e com.google.android.location.network.LocationProviderChangeReceiver do evento “Location Providers changed”

2

 3) Congelar

Congelar aplicativos (sem utilidade, nem eventualmente) que possam estar rodando em plano de fundo e consumindo a sua bateria. Na prática, o app congelado não é removido do dispositivo e sim inativado, não aparecendo na sua gaveta de aplicativos. Para isso eu uso o Titanium Backup que apesar de ser grátis, o recurso de congelar precisa de licença paga. Baixe-o clicando aqui – Necessário ROOT. Uma outra alternativa é o App Quarantine – Necessário ROOT.

Minha lista de apps congelados (sem utilidade para mim):

Tibu1
  • com.android.backupconfirm (backup do google)
  • com.android.sharedstoragebackup (backup do google)
  • com.google.android.voicesearch (serviço de busca por voz)
  • Comente sobre o Market (tem relação com a avaliação da loja)
  • Configuração de parceiros do Google
  • Discador por voz
  • E-mail (aplicativo padrão de email do android)
  • Google Backup Transport (backup do google)
  • Notícias e clima (widget de clima e notícias)
  • org.codeaurora.bluetooth (Projeto Code Aurora Bluetooth)
  • Picasa Uploader (serviço de upload de fotos para o Picasa)
  • Trocar serviços (serviço de exchange, para que usa email  POP3 e IMAP)

4) Hibernar

Hibernar aplicativos é uma maneira alternativa de impedir que rodem em plano de fundo e ao mesmo tempo ter acesso a eles quando conveniente. Para isso uso o Greenify que é gratuito e pode ser baixado aquiAo contrário do Titanium Backup, aqui os apps não ficam inativos e podem ser manualmente executados quando conveniente ao usuário, enquanto isso, eles não são sofrem auto-arranque por nenhum evento do sistema. Não há como sugerir uma lista, tudo vai depender do que cada usuário tem instalado. O próprio aplicativo mostra quais aplicativos estão rodando em plano de fundo e quais tem execuções agendadas.

4

Outras dicas úteis:

  • Manter wi-fi desligado quando desconectado.
  • Desativar descoberta de novas redes nas configurações de wi-fi.
  • Desativar o serviço de sincronização de contas e aplicar sincronizações sob demanda.
  • Manter serviços de localização desligado quando sem uso.
  • O Fast Dormancy costuma ser um grande causador de wakelocks advindos do Kernel, dependendo do firmware essa tecnologia pode ser facilmente desativada através de menu secreto do telefone ou por aplicativo da Play que você pode baixar aqui – Necessário ROOT.

Espero que estas dicas o tenham ajudado. Se quiser fazer sugestões, comente esta publicação nos campos abaixo.