Smartphones

Whatsapp Corporativo
Marketing Digital, Redes Sociais, Smartphones, Technology, Uncategorized, Whatsapp

Como o Whatsapp Corporativo pode Impulsionar seu Negócio

O uso de smartphones e suas facilidades vem se tornando cada vez mais imprescindível na vida de milhões de brasileiros. As plataformas digitais são um importante meio de permitir a comunicação entre os cidadãos e as empresas, facilitando o contato das pessoas e a prestação de serviços em geral.

Utilização do Whatsapp Corporativo

O Whatsapp é um dos aplicativos de mensagem mais utilizados pela população, devido à sua facilidade no envio de textos, fotos, áudios, e principalmente devido à gratuidade do serviço, desde que haja uma conexão com a internet.

O aplicativo, atualmente, deixou de ser utilizado restritamente à vida pessoal, e seu uso já foi aderido por diversas empresas, no âmbito profissional: trata-se do Whatsapp corporativo. A utilização da ferramenta pode impulsionar seu negócio de diversas maneiras, trazendo benefícios para sua empresa.

Formas do Whatsapp Corporativo Impulsionar seus Negócios

Cada vez mais o Whatsapp vem adquirindo novas funções, que vão além de facilitar a vida dos cidadãos e auxiliar as corporações. No que diz respeito à comunicação, isso ocorre de modo que os chefes possam se comunicar com os funcionários ou sócios mais rapidamente, ao invés de utilizar os já ultrapassados e-mails ou telefonemas.

Conheça a seguir algumas maneiras do Whatsapp corporativo impulsionar seus negócios:

SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor)

O contato entre empresa e cliente é muito frequente, para o esclarecimento de dúvidas, agendamento de horários e solicitações de serviços. Esse tipo de contato é conhecido como SAC (serviço de atendimento ao consumidor), e a rapidez do atendimento certamente é importante na eficácia do serviço.

É muito útil para os empreendedores utilizar o Whatsapp corporativo para melhorar a interação com os clientes. O número de telefone do perfil da empresa pode ser divulgado através de outras redes sociais, propagandas, entre outros, e deve-se ter uma equipe para a realização dessa eficiente comunicação.

Fornecimento de Serviços

O atendimento aos clientes deve ser suficiente para dar ao comprador as respostas que ele precisa, resultando em um serviço melhor que o esperado. Quando o empreendedor consegue fazer mais do que o básico, isso sim pode ser útil para ele.

Com objetivo de ir além e fornecer um atendimento personalizado dando dicas, serviços e maior auxilio para o consumidor, o Whatsapp corporativo pode ser suficiente para causar um bom impacto entre os clientes, e fazer uma empresa se destacar em relação às outras.

Compras via Mensagens Instantâneas

O uso do Whatsapp corporativo pode também impulsionar as vendas. Já era comum a existência de sites de compras online, mas agora estão sendo feitas vendas (de pequenas lojas) diretamente do vendedor para o cliente, que através do Whatsapp informa a chegada dos produtos, manda imagens, e realiza reservas.

Isso simplifica o momento da compra (que é feita à distância), as formas de pagamento e de entrega, realizando todas as etapas através das plataformas digitais.

Engajamento e Comunidade

Dependendo do tipo de produto ou serviço que é oferecido, é possível criar uma comunidade temática em torno disso com a inclusão dos clientes mais fiéis. Isso pode ser feito através da criação de grupos de Whatsapp, dos quais esses clientes podem fazem parte.

Isso facilita a interação dos clientes entre si em com a loja, informando-os acerca da chegada de novos produtos, desde que a exibição de propagandas seja moderada e não cause incômodo nos participantes.

Desse modo, é possível notar quão presentes estão as redes sociais, incluindo os aplicativos de mensagem, no momento das vendas e no marketing digital. Estar informado sobre as novidades e se engajar com os clientes é sempre um bom modo de impulsionar o seu negócio; o Whatsapp corporativo pode garantir esse impulso.

Veja nossa matéria no site de notícias abctudo.com.br e conheça mais benefícios do Whatsapp corporativo.

Android, Blog, Smartphones

SetDNS – Use o Google DNS ou OpenDNS no Android

O seu Android mais rápido na resolução de nomes

Normalmente o serviço de DNS é fornecido pelo ISP (Internet Service Provider – Provedor de serviços de internet) que nos dá acesso à Internet. No entanto cada um é livre do usar o serviço de DNS que deseja. Na prática, quanto mais rápido for o servidor de DNS a resolver/traduzir  um nome (endereço) num endereço IP, mas rápido será o acesso à informação.

Para desktop foram já várias as ferramentas (ex.DNS Switch, QuickSetDNS, etc)  que apresentamos para forçar o uso de outros serviços de DNS. Hoje vamos conhecer o SetDNS para Android.

Android_09

 Qual a importância do DNS?

Um dos serviços/protocolos mais importante em qualquer rede de dados é o DNS (Domain Name System). Tal como o nome sugere, o DNS traduz  nomes em endereços IPs e vice-versa. Por exemplo, quando acessamos ao site www.google.com, o nosso sistema precisa de saber qual o servidor a contactar e pede ao servidor de DNS (que está configurado) para que este lhe traduza o nome num endereço IP.

SetDNS

O APP SetDNS permite que utilizador mude de servidores de DNS de uma forma muito simples e rápida. De salientar que a aplicação permite alterações (Override) de DNS tanto ao nível das ligações 3G como Wifi e tem ainda suporte para IPv6. Um aspecto, de certa forma negativo, é facto de todas as funcionalidades apenas funciona em dispositivos com privilégios root .

setDNS_01

Relativamente ao serviços de DNS pré-configurados, vale destacar o Google DNS, OpenDNS, entre outros. O SetDNS tem também um widget para que o utilizador possa ver de forma rápida as configurações ao nível do DNS no seu dispositivo.

Google DNS, OpenDNS, entre outros

Em algumas ocasiões, a mudança de serviço de DNS ajuda a resolver problemas da rede ou simplesmente torna as comunicações mais rápida. A versão gratuita apenas funciona por 24 horas no entanto, quem não quiser pagar, pode sermpre recorrer ao DNS Changer.

Download: SetDNS
Homepage: SetDNS

Android, Blog, Smartphones

Reduza o consumo da bateria de smartphones e tablets Android

vida-nova-bateria

Um assunto frequente entre usuários de smartphone e tablets e que tira o sono de alguns, é o consumo exagerado de bateria. Com a grande quantidade de recursos e a tendência dos usuários usarem cada vez mais os seus dispositivos fica cada vez mais difícil manter uma média boa de horas por carga completa.

É por isso que resolvi dedicar este post a repassar algumas dicas que podem fazer da bateria do seuAndroid menos sofrida. Embora sejam genéricas, é importante dizer que são baseadas na minha experiência com o celular Samsung Galaxy S3, rodando o firmware 4.3. Podem ou não funcionar em outras versões ou outros hardwares, cabe a você testar, sempre por sua conta em risco. Entendendo isso, vamos ao trabalho:

Para começar existem dois conceitos importantes para se entender o consumo da bateria:

  • Wakelock: Ação provocada por aplicativo ou serviço que tira o dispositivo do estado de sono profundo.
  • Sono profundo (ou deep sleep): Estado ocioso do celular, quando a tela esta desligada e o consumo de bateria é o menor possível.

O consumo de bateria mais preocupante é quando você NÃO está usando o dispositivo, porque no contrário é esperado que o consumo seja justificado (na maioria das vezes). O maior causador dessa “drenagem ociosa” são os wakelocks, que tiram o seu aparelho do sono profundo drenando preciosas percentagens de bateria quando você nem sequer está tocando nele. Alguns dos maiores vilões da bateria são aplicativos do fabricante (os famosos bloatwares) e, por incrível que pareça, alguns serviços do próprio Google. Mas, como isso não é uma ciência exata, o usuário deve pesquisar o aparelho e encontrar os seus próprios vilões.

Vou tratar de 4 medidas para combater a drenagem: Investigar, Desautomatizar, Congelar e Hibernar

1) Investigar

Investigar o consumo de bateria com um aplicativo que ofereça estatísticas mais completas, como oBetterBatteryStats (BBS). É possivel baixa-lo gratuitamente pelo tópico do desenvolvedor no forum XDA. Ou então se quiser suportar o trabalho do desenvolvedor, ele é vendido no Google Play clicando aqui – Necessário ROOT para uma das funções.

Dica: A seção de “Alarms” do aplicativo diz muito a respeito dos apps e processos que acordam o dispositivo.

1

2) Desautomatizar

Desautomatizar o arranque de aplicativos em eventos específicos do sistema. Para isso eu uso um aplicativo grátis da Play chamado Autostarts. Baixe-o clicando aqui – Necessário ROOT.

Por exemplo: No evento “Connectivity changed” alguns apps/serviços podem ser executados sem interferência do usuário quando a conexão alterna entre offline, dados e wi-fi. Desativar alguns desses auto-arranques pode ajudar bastante na economia de bateria. Mas sempre cabe ao usuário identificar, no seu dispositivo, quais apps vêm sendo executados de maneira automática e avaliar a sua desativação ou não,sempre se certificando de não desativar algo essencial para o funcionamento do sistema.

Alguns auto-arranques que desativei do Google Play Services:

  • com.google.android.gms.gcm.GmsAutoStarter e com.google.android.gms.gcm.ServiceAutoStarter do evento “Connectivity changed”
  • com.google.android.gms.gcm.ServiceAutoStarter do evento “Background data setting changed”
  • com.google.android.location.internal.NlpNetworkProviderSettingsUpdateReceiver e com.google.android.location.network.LocationProviderChangeReceiver do evento “Location Providers changed”

2

 3) Congelar

Congelar aplicativos (sem utilidade, nem eventualmente) que possam estar rodando em plano de fundo e consumindo a sua bateria. Na prática, o app congelado não é removido do dispositivo e sim inativado, não aparecendo na sua gaveta de aplicativos. Para isso eu uso o Titanium Backup que apesar de ser grátis, o recurso de congelar precisa de licença paga. Baixe-o clicando aqui – Necessário ROOT. Uma outra alternativa é o App Quarantine – Necessário ROOT.

Minha lista de apps congelados (sem utilidade para mim):

Tibu1
  • com.android.backupconfirm (backup do google)
  • com.android.sharedstoragebackup (backup do google)
  • com.google.android.voicesearch (serviço de busca por voz)
  • Comente sobre o Market (tem relação com a avaliação da loja)
  • Configuração de parceiros do Google
  • Discador por voz
  • E-mail (aplicativo padrão de email do android)
  • Google Backup Transport (backup do google)
  • Notícias e clima (widget de clima e notícias)
  • org.codeaurora.bluetooth (Projeto Code Aurora Bluetooth)
  • Picasa Uploader (serviço de upload de fotos para o Picasa)
  • Trocar serviços (serviço de exchange, para que usa email  POP3 e IMAP)

4) Hibernar

Hibernar aplicativos é uma maneira alternativa de impedir que rodem em plano de fundo e ao mesmo tempo ter acesso a eles quando conveniente. Para isso uso o Greenify que é gratuito e pode ser baixado aquiAo contrário do Titanium Backup, aqui os apps não ficam inativos e podem ser manualmente executados quando conveniente ao usuário, enquanto isso, eles não são sofrem auto-arranque por nenhum evento do sistema. Não há como sugerir uma lista, tudo vai depender do que cada usuário tem instalado. O próprio aplicativo mostra quais aplicativos estão rodando em plano de fundo e quais tem execuções agendadas.

4

Outras dicas úteis:

  • Manter wi-fi desligado quando desconectado.
  • Desativar descoberta de novas redes nas configurações de wi-fi.
  • Desativar o serviço de sincronização de contas e aplicar sincronizações sob demanda.
  • Manter serviços de localização desligado quando sem uso.
  • O Fast Dormancy costuma ser um grande causador de wakelocks advindos do Kernel, dependendo do firmware essa tecnologia pode ser facilmente desativada através de menu secreto do telefone ou por aplicativo da Play que você pode baixar aqui – Necessário ROOT.

Espero que estas dicas o tenham ajudado. Se quiser fazer sugestões, comente esta publicação nos campos abaixo.

Blog, Servidores, Smartphones, Windows, Windows 7, Windows 8, Windows 8.1

Memória RAM vazia é um desperdício!

O seu Windows, Linux, Android ou outro sistema operacional está usando muita memória RAM? Não entre em pânico! Os sistemas operacionais modernos usam memória RAM como um cache de arquivos para acelerar as coisas. Se o seu computador está tendo um bom desempenho, não há motivos para preocupação.

Embora possa parecer um pouco contra intuitivo, um alto uso da memória RAM é muito bom! Memória RAM vazia é um desperdício.

Mau uso da memória VS Bom uso da memória

Mau uso da memória VS Bom uso da memória

Mau uso da memória VS Bom uso da memória

Em primeiro lugar, embora um alto uso de memória RAM, em geral, seja uma coisa boa, isso nem sempre é assim. Vamos entender. Se o seu computador parece muito lento, sua memória RAM está cheia e a luz do seu HD (disco rígido) está piscando constantemente, o seu PC está fazendo muito uso da memória de paginação. Esses sintomas indicam que a sua memória RAM não está dando conta dos processos do seu computador que, por sua vez, está desesperadamente usando a memória de paginação, que se encontra no HD, (que é muito mais lento para acesso) para tentar conter o número de processos que já transbordaram da memória RAM.

Veja aqui uma boa opção para tentar resolver o uso de 100% do HD no Windows 8 e 8.1

Se isso está acontecendo com o seu computador é necessário que você obtenha mais memória RAM ou que passe a usar programas que consumam menos memória. Isso definitivamente é uma coisa ruim.

No entanto, há uma clara diferença entre este caso, em que o computador não está funcionando bem, e o caso mais comum, onde o computador está com um excelente desempenho, mas está consumindo uma quantidade enorme de memória apenas com poucos programas abertos. Essa é a diferença entre o mau e o bom uso de memória RAM pelo computador. Lembre-se, memória RAM vazia é um desperdício. Por outro lado, uma memória RAM cheia de cache, mas que não está sobrecarrega como no exemplo acima, levando o computador a usar a memória de paginação, significa melhor desempenho para seu computador. Vamos entender melhor!

Cache de disco

Instale o Windows XP num computador e verá que ele consome várias centenas de megabytes de RAM enquanto o sistema estiver ocioso. Agora instale o Windows 7 no mesmo computador. Você também notará que ele usará vários gigabytes de RAM na mesma situação (ocioso).

Então, o que acontece? O Windows XP é apenas uma sistema operacional mais leve e rápido? Será que os sistemas operacionais modernos estão desperdiçando memória? Não é bem assim.

A memória RAM que está disponível hoje é muito mais abundante que na época em que o Windows XP foi desenvolvido. Os sistemas operacionais modernos tiram proveito dessa grande quantidade de RAM que temos disponíveis em nossos computadores. Como foi explicado no início deste artigo, os SO modernos usam a memória RAM do seu PC como um cache para arquivos e programas acessados com frequência.

No Windows, esse serviço é chamado de SuperFetch e foi introduzido no Windows Vista. O SuperFetch trabalha observando como você usa o computador. Ele analisa quais programas você mais utiliza. Feito isso, ele carrega os arquivos e dados desses programas na memória RAM, antes que você precise deles. Quando você iniciar o aplicativo, o Windows carregará o programa a partir da memória RAM, não do HD (que é um processo lento). Isso acelera o carregamento do software e a utilização dele. Também melhora o desempenho do computador. É por isso que memória RAM vazia é um desperdício, visto que se ela estiver cheia de cache dos programas que você mais usa, todo o processo ficará mais rápido.

SuperFetch

SuperFetch no Windows 8.1

Isso também acontece no Linux. Muitos usuários novatos no SO podem se surpreender com a quantidade de memória RAM sendo utilizada. Muitos programas de monitoramento como o GNOME System Monitor escondem o real consumo de memória, para que os usuários não se preocupem com isso. Se você desejar saber o quanto de cache existe na memória RAM digite o comando “free” e procure pela aba “cached“.

Browsers e outros softwares

O mesmo se aplica a navegadores de Internet e outros programas que usam o seu próprio cache. Se você notar que um navegador está usando muita memória RAM, como o Google Chrome por exemplo, isso não necessariamente é uma coisa ruim. Se você tem uma grande quantidade de RAM no computador é bom que o Chrome use-a. O cache armazenado, fará que as páginas que você mais acessa, carrega mais rápido. Também fará com que a navegação entre os botões “Voltar” e “Avançar” seja mais rápida. Não se preocupe com o tamanho do cache que o navegador irá usar. O Google Chrome e a maioria dos navegadores atuais determinam automaticamente o tamanho do cache que utilizaram baseados na quantidade da sua memória RAM. Mas tenha em mente que quando maior sua RAM, mais memória os navegadores utilizaram para melhorar sua navegação.

ca

Cache Google Chrome

O mesmo se aplica para o outros softwares. Programas com alto uso de memória podem estar fazendo bom uso de sua memória RAM, e não desperdiçando-a.

Por que memória RAM vazia é inútil?

Você pode está pensando: “Mas o tamanho de cache na minha memória RAM é muito grande. Eu quero ter memória RAM disponível para os programas que eu desejar, não os que o sistema operacional acha que é melhor”.

Mas isso é uma preocupação desnecessária. Entenda: A sua memória RAM estando cheia ou vazia, será usada, de toda forma, para os programas que você deseja usar. O cache daqueles programas que você não usa há bastante tempo é marcado com “baixa prioridade” e são descartados automaticamente assim que o sistema precisar de memória.

Como esses dados podem ser descartados imediatamente quando necessário, não há nenhuma desvantagem em usar a memória RAM para cache.

Memória RAM vazia é inútil. Não é mais rápido para o computador gravar dados numa RAM vazia. A RAM vazia também não gasta menos energia. Pelo contrário, ela irá economizar energia, visto que executará todos os processos mais rápido.

Conclusão

É por esses motivos que usar programas para limpar o cache no Android ou em outros sistemas operacionais não é uma boa ideia. Ficar se preocupado que o computador está enchendo sua memória de cache também não é uma boa ideia.

Também é por esses motivos que, utilizar o Windows XP num computador moderno não é uma ideia inteligente. Enquanto o uso de memória RAM no Windows XP  pode ser menor do no Windows 7, isso não é necessariamente uma coisa boa se você tem um computador com uma boa quantidade de memória RAM.

Blog, Redes Sociais, Smartphones, Windows Phone 8

Como colocar o Facebook Messenger na tela inicial do Windows Phone

O Facebook Messenger é uma ótima aplicação para acessar as mensagens do Facebook fora da rede social. O problema é que não há uma versão oficial para o Windows Phone, uma vez que o sistema da Microsoft possui integração nativa com a rede social. Até aí não teria problema, certo? Mas a sincronização demora, e as vezes até falha.

A versão mais recente do Facebook para Windows Phone, entretanto, trouxe uma novidade. O aplicativo beta traz a opção de fixar um atalho com notificações para as mensagens da rede, funcionando de forma similar ao Messenger. Aprenda como fazer neste tutorial.

Passo 1. Abra o Facebook ou o Facebook beta.

Facebook para Windows Phone oferece a opção de fixar um atalho para o Menseger na tela inicial (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Facebook para Windows Phone oferece a opção de fixar um atalho para o Messenger na tela inicial (Foto: Reprodução/Elson de Souza)

Passo 2. Toque no ícone de Mensagens, na parte superior da tela, destacado em vermelho na imagem acima.

Passo 3. Na tela que se abre, toque no ícone de alfinete, na barra inferior.

Atalho do Facebook Messenger para Windows Phone exibe notificações de mensagens recebidas (Foto: Reprodução/Elson de Souza) (Foto: Atalho do Facebook Messenger para Windows Phone exibe notificações de mensagens recebidas (Foto: Reprodução/Elson de Souza))Atalho do Facebook Messenger para Windows Phone exibe notificações de mensagens recebidas (Foto: Reprodução/Elson de Souza)
Blog, Smartphones

nano-SIM, Micro-Sim – Como cortar um cartão SIM

Já falamos aqui no blog sobre a aposentadoria do cartão SIM convencional, também conhecido como mini-SIM. Lentamente ele está deixando de ser utilizado e dando lugar a novos modelos de cartão, como o cartão micro-SIM (3FF) e o nano-SIM (4FF), desenvolvido pela Apple e que já equipa aparelhos como o iPhone 5S e o Moto X, o primeiro Android com cartão nano-SIM. Também comentamos que você pode solicitar à sua operadora de telefonia um “chip” novo, mas que, descumprindo a lei, ela insiste em te empurrar um plano pós-pago, o que é entendido pelo PROCON como venda casada. Decidimos então escrever um breve tutorial que ensina a cortar um cartão SIM (mini-SIM) ou um micro-SIM, transformando-o em um nano-SIM.

Diferenças entre o cartão sim, micro-SIM e nano-SIM

Micro-SIM vs. nano-SIM

Para quem já tentou cortar um cartão SIM e transformá-lo num micro-SIM, deve ter percebido que o processo não é tão complicado, é só cortar o plástico em excesso. Porém, nesse novo modelo, você perceberá que além de cortar o plástico, dependendo do seu “chip”, você cortará também uma parte da parte metálica e terá que lixar a traseira do cartão. Isso é necessário porque o nano-SIM é ainda menor que o micro-SIM, e mais fino também. Enquanto que o micro-SIM, na horizontal, tem 12 mm de altura, 15 mm de comprimento e 0,76 mm de profundidade o nano-SIM tem apenas 8,8 mm de altura, 12,3 mm de comprimento e 0,67 mm de profundidade.

 

Cortar o cartão SIM é uma prática não recomendada pelas operadoras. Nós não nos responsabilizamos de qualquer forma caso você danifique o seu chip. Esteja ciente disso antes de prosseguir.

 

Cortando um cartão SIM (mini SIM) ou micro-SIM num cartão nano-SIM

A primeira coisa que você precisa fazer é imprimir o modelo disponível nesse link. Lá você encontrará as dimensões exatas para cortar o seu cartão. Caso você não tenha impressora, tinta, ou paciência, pode usar o olhômetro ou usar a tela do seu computador com essa imagem, só tenha cuidado para não riscar a tela do computador. Primeiramente você deve posicionar a parte metálica do seu “chip” no centro do modelo de cartão nano-SIM. Seria interessante você usar uma adesivo para colar e evitar que o cartão escorregue. Em seguida, use uma caneta de CD e uma régua para traçar as linhas do modelo por cima do seu “chip”. Remova o seu cartão e realize os cortes. Uma dica que dou, é cortar ligeiramente maior e testar no seu smartphone, e ir cortante até que ele encaixe de vez. Isso evita você cortar pequeno demais e ele ficar muito folgado.

Cotando cartao nano-SIM

Com o chip já cortado, use uma lixa para “afiná-lo”. Esfregue o “chip” por cima da lixa para deixa-lo mais fino e ponha no seu smartphone. Funcionou? Então não esqueça de deixar o seu like.

Blog, Smartphones

Como cuidar bem da bateria do seu smartphone

O seu smartphone é um pequeno milagre, um computador de bolso que pode atender a quase todas as suas necessidades. Mas seus superpoderes não adiantam de nada se ele ficar sem energia. Com as baterias removíveis se tornando cada vez mais raras, você precisa cuidar bem da que tem. Felizmente, não é difícil manter o íon-lítio alimentando a sua máquina faz-tudo se você seguir algumas regras simples.

Smartphone controle sua bateria

Obviamente, a primeira regra para aumentar a vida da sua bateria é não gastar ela inteira jogando Candy Crush ou andando por aí com Wi-Fi e GPS ligados quando você não está usando nenhum deles e precisa bastante que a bateria dure um tempo extra. Mas além disso, existem algumas dicas básicas de cuidados e recargas. Eis um guia simples para uma bateria mais saudável.

Veja com o calibrar sua bateria

Cuide da Bateria do seu Smartphone

Mantenha a bateria carregada

Você já deve ter ouvido uma história sobre baterias recarregáveis e “efeito de memória”. Você sabe, se você não “ensinar” o potencial completo delas ao carregar completamente e esperar a descarga total, elas vão “esquecer” parte da capacidade. Esqueça isso tudo. Está errado.

Isso existe sim, mas só se aplica a baterias de níquel – seu smartphone usa uma de íon-lítio, e precisa ser tratada de maneira diferente. Especificamente, você precisa deixar ela cheia sempre que possível.

O seu Smartphone consome muita bateria por natureza, ajude-o a cuidar bem dela.

Para conseguir o melhor da sua bateria de íon-lítio, você deve tentar manter com mais de 50% de carga na maior parte do tempo possível. Fazer ela acabar completamente não vai ajudar muito; na verdade, vai prejudicar a bateria se você fizer isso com frequência. É importante fazer uma descarga completa a cada mês, em média, para “calibração”, mas não faça isso sempre. Deixar sua bateria secar completamente não vai fazer ela explodir nem nada, mas vai encurtar a sua vida.

Por outro lado, você não vai querer deixar ele carregando o tempo inteiro. Baterias de íon-lítio podem sobreaquecer com facilidade. Felizmente para você, seu carregador sabe como ajudar nisso, e ele vai parar de carregar assim que seu smartphone estiver com carga completa. E para complicar as coisas, sua bateria não gosta de ficar totalmente cheia. Na verdade, ela vai se comportar melhor se você tirar do carregador antes de atingir 100%, e e deixar plugada quando ela já está carregada vai causar uma pequena degradação.

Então, se você quiser otimizar a vida da sua bateria, você deve tentar carregar de 40% até 80% de uma vez, e então voltar a carregar sempre que possível. Algumas pequenas recargas não são ruins como ir de 100 a 0 o tempo inteiro, mas também não é o ideal.

Mantenha seu celular fresco

É fácil se preocupar com hábitos ruins de recarga graças aos treinamentos que tivemos com antigas baterias recarregáveis, mas as baterias de íon-lítio têm um inimigo pior: calor. A bateria do seu smartphone vai degradar muito mais rápido quando estiver quente, independentemente de estar sendo usada ou apenas parada sem fazer nada.

Cuide bem da bateria do seu Smartphone

A uma temperatura média de 0 graus Celsius, a bateria de íon-lítio vai perder 6% da sua capacidade máxima por ano. A 25 graus Celsius, o número salta para 20%, e a 40 graus Celsius, impressionantes 35%. Claro, não é prático manter seu telefone na geladeira, mas vale a pena evitar deixá-lo dentro de um carro quente por muito tempo e outras situações similares.

Evite carregadores sem fio

Carregadores wireless podem ser incrivelmente convenientes se seu smartphone tiver essa capacidade, mas eles têm suas desvantagens. Os carregadores por indução que existem atualmente tem o terrível hábito de gerar um pouco de calor. Desperdício de energia é uma chatice em geral, mas o calor também vai tostar a sua bateria durante o processo. Isso não é bom. É menos conveniente ter que plugar o carregador, mas isso vai fazer sua bateria ficar em forma, especialmente se você estiver em um lugar quente.

Nunca deixe o aparelho descarregar completamente

Obviamente, usar a sua bateria vai fazer ela se degradar. Mas ela vai morrer lentamente até se você deixar seu iPad no armário por um tempo. Há um truque para minimizar o envelhecimento inevitável: deixe um pouco de carga.

Se você vai guardar uma bateria de íon-lítio por um tempo, tente deixar ao menos 40% da bateria carregada. Baterias de íon-lítio não perdem 30% de energia por mês como as de níquel-metal-híbrido; elas perdem entre 5% e 10% da carga a cada mês.

E quando as baterias de íon-lítio ficam fracas – 0% – elas ficam seriamente instáveis, e perigosas para carregar. Para prevenir desastres como explosões caso você tente carregar uma nesse estado, elas contam com circuitos de auto-destruição que vão desabilitar (leia: destruir) a bateria, se ela chegar ao fundo do poço. Isso vai te poupar de um ataque de ácido de bateria no rosto, mas também vai te deixar com uma bateria a menos.

Não se preocupe tanto assim

É fácil proteger a sua bateria, mas também é bastante fácil ficar com preguiça. E isso é bom, porque enquanto você não for um completo paranóico, você ficará bem. Normalmente, uma bateria de íon-lítio dura de três a cinco anos, e provavelmente você vai trocar seus gadgets nesse tempo. O pequeno dano de uma ideia tecnicamente ruim como deixar seu telefone plugado toda noite, ou usar carregador sem fio, provavelmente vale a pena pela conveniência.

Ainda assim, é bem fácil manter a sua bateria razoavelmente saudável, evitando a tortura diária de ver seu smartphone ficar completamente sem bateria, ou deixá-lo dentro de um carro quente o tempo inteiro. E da próxima vez que você voltar para casa com carga de sobra, você vai ficar feliz com isso.

Smartphone e Bateria

Blog, Smartphones

Calibração da bateria do seu Smartphone ))

Esse post é baseado na pagina de um programa para pc chamado BATERY CARE, mas como as baterias de notebook e de smartphone são feitas de ions de litio, e possuem o mesmo tipo de chip de controle, acho que a comparação é valida.

Conhecendo as baterias de ions de lítio

Calibração da bateria do seu Smartphone

Todas as baterias avançadas de iões de lítio (as utilizadas em aparelhos hi-tech) contêm um pequeno chip controlador que mede a capacidade de carga das células num determinado instante. Porém, com o tempo, se a bateria carregada, por exemplo, sempre acima dos 20%, existe 20% da bateria que nunca chega a ser “vista” por esse chip controlador.
Devido à natureza química das células de iões de lítio, estas perdem a capacidade de reter carga mesmo sem ser usadas. Então, se essas células correspondentes aos 20%, que não chegam a ser exercitadas perderem, digamos, 5% em 6 meses, o controlador não vai saber que em vez de 20% de carga útil, essas células só têm 15%. Nesse caso, o controlador reportará sempre a capacidade que sabia na altura da última vez que “passou os olhos” nessa parte da bateria.
Ao realizar um ciclo de descarga completo, a bateria é obrigada a utilizar toda a capacidade disponível e o sensor vai detectar toda a carga útil que está efectivamente armazenada. Se chegar aos 5%, na realidade só terá mais uns pózinhos de carga, porque esses 5% já são considerados inutilizados e então o sensor como não detecta mais carga daí em diante, actualiza o valor total da capacidade para reflectir que naquela zona da bateria deverá ser mostrado 0% e não 5%.
Realizar um procedimento de calibração da bateria, de facto calibra o sensor da bateria para ele reportar o valor real. Obrigar a bateria a circular todos os iões de lítio disponíveis enquanto esta operação é monitorizada pelo sensor, vai fazer com que este último fique com a real percepção do valor total que a bateria contém no momento.
Concluindo, pode-se afirmar que as regras de manutenção das baterias dos portáteis são aplicadas aos smartphones e às suas baterias de iões de lítio (Li-ion) e polímeros de lítio (Li-Pol), uma vez que a tecnologia por detrás destas é comum: células que guardam carga, monitorizadas por um chip controlador. E quem reporta o valor restante da bateria é o próprio controlador embutido na bateria e não um ficheiro presente no sistema operativo. Se o hardware do “Smartphone Android” fosse colocado a servir um outro sistema operativo, o valor reportado de carga seria o mesmo.

 

Bateria Cuidados

 

BateriaComo fazer uma calibração (descarga total)?

O método mais correcto para fazer uma descarga total (100% até um mínimo de 5%) consiste no seguinte procedimento:

Carregar a bateria totalmente até ao máximo da sua capacidade (100%);
Deixar a bateria "repousar" conctado no carregar no estado de totalmente carregada durante 2 horas ou mais a fim de esta poder arrefecer do processo de carregamento. Pode usar o celular normalmente durante este período,com o carregador conectado.
Desconectar o cabo de alimentação e utilize o smartphone até o sistema android se desligar por conta.
Quando o smarphone desligar por completo, deixar desligado por 5 horas ou mais;
Ligue o smarphone à corrente para fazer um carregamento ininterrupto até ao máximo da sua capacidade (100%). Pode usar o aparelho normalmente durante este período.

Muitas pessoas tendem a pensar "Se calibrar dá maior nível de desgaste, então é uma coisa má". É um pensamento errado porque, como já dito, a calibração serve para que a bateria relate a verdadeira capacidade pode reter. A calibração tem o objectivos de evitar surpresas como, por exemplo ficar com a falsa impressão de que a tua bateria está durando menos ou teu smarphone está consumindo mais.

FONTE :Baterycare.

Waze para Windows Phone
Blog, Foursquare, Redes Sociais, Smartphones, Windows Phone 8

Waze pode nunca sair do papel ao menos no Windows Phone

Waze pode nunca sair do papel ao menos no Windows Phone.

Pessoas portadoras de um WP8, como todos sabemos a google comprou o Waze, prometendo não alterar seus desenvolvimentos.
Agora meses após a aquisição, o WAZE para windows phone virou uma grande incógnita. 

Claro, a versão beta já saiu… mas como pude ver, ela expirou e não foi renovada.

Relatos da expiração no fórum oficial do Waze em inglês: Clique aqui

Waze para Windows Phone

A google vem demostrando sua falta de vontade com a Microsoft e também não posso deixar de atacar a Microsoft, que também vem demonstrando uma má vontade fora do comum com o sistema dela mesma. Vejo uma NOKIA loca por vendas e tentando de tudo um pouco para melhorar o sistema… mas após 2 meses com meu Nokia… 920… desisti. Ou compro um IPhone agora ou volto para o Android.

Microsoft perdeu muitos pontos comigo, assim como perdeu com as falhas constantes do Windows 8… hd 100% de leitura… deixando o PC lerdo! arquivos do office travando com hd 100% também.

Tudo dessa empresa não está mais valendo a pena. Parece o São Paulo FC. Só decisões equivocadas e ruins. (Sou Tricolor, mas não defendo erros).

O Download do Waze para Windows fone parece um sonho distante que não irá se realizar.

Quer saber o que é mais engraçado? O primeiro Waze foi pra Windows no tempo de HTC… estranho né.

Fora o Waze, outras coisas incomodam demais. Tive um Nokia 620 horrível! Travava o tempo todo, travava usando Whatsapp, foursquare e as vezes não voltava do bloqueio de tela. Pior é saber que é do próprio aparelho, pois na internet temos muitos relatos deste problema no aparelho.

SIP: Porque diabos alguém iria querer ter um VOIP no Windows Phone? É assim que a Microsoft, Nokia e os demais desenvolvedores pensam. Pois até hoje não achei um software que funcionasse com VOIP vono neste telefone!

Bloqueador de chamadas e SMS: RECEBO TODOS OS DIAS 4 a 5 ligações de um número X, que não fala nada… liga e desliga. E é um VOIP porque quando ligo de volta o número não existe. IRRITA DEMAIS!

WINDOWS PHONE ele vai falar que tem 170.000 mil apps… não acredite! NÃO ENTRE nessa fria! se nem o dono MICROSOFT se dá ao luxo de pensar no sistema por que você teria que faze-lo?

Glonass
Blog, Smartphones

GLONASS – Saiba o que é isso em seu Celular!

Glonass

Glonass

Muitos devem ter ouvido que os aparelhos da linha Xperia da Sony Ericsson lançados em 2011 tem dentro dos celulares o GLONASS Hoje os Nokuas Lumias também tem, mas você sabe o que é isso e o que ele muda na sua vida?
 

GLONASSO GLONASS é um rival do GPS normal que conhecemos, ele vem sendo desenvolvido na Rússia desde 1976, agora com 24 satélites modernos ao redor do planeta temos uma cobertura global.

O GLONASS não deve ser usado sozinho já que tem somente 24 satélites ao redor do globo e o GPS americano tem 31 satélites, assim o GPS sozinho já tem uma vantagem sobre o GLONASS.

 

 

 

O melhor a se fazer é usa em conjunto o GLONASS e o GPS ao mesmo tempo, assim eles aumentam em até 50% a precisão de localização.

Se você for ver ao pé da letra é fácil entender como aumenta a precisão da localização em até 50% porque são 55 satélites ao mesmo tempo tentando otimizar ao máximo sua localização e não somente 31 do GPS ou 24 do GLONASS.
 
Então resumindo aparelhos que tenham o GLONASS tem ainda mais possibilidade de acertar sua localização de forma rápida e sem muitos atrasos principalmente para quem tem um aparelho no carro.
 

Por fim sempre existe uma parte ruim na historia, você utilizando o GLONASS e o GPS ao mesmo tempo irá aumentar o consumo de bateria do aparelho, isso para quem usa GPS no carro não faz muita diferença, mas para quem usa a

parelhos móveis ainda mais com Android isso pode fazer uma grande diferença.

 

 

 

 

 

 

 
Wikipédia: Clique aqui
 
E você já usa o sistema? Tem no seu celular? sentiu alguma diferença? Nos diga nos comentários… qualquer dúvida também, é só perguntar.