Company

Blog, Company

Sistema de Pings do WordPress

Como Usar esta Lista de Ping WordPress?

O sistema de Pings ajuda na indexação do seu site nos mecanismos de busca, pois sempre que você publicar um novo post ou modificar um existente, WordPress envia Pings (aviso) para todas as redes de Ping listados na sua área de Serviços de Pings aos mecanismos de busca ou (motores de busca) até mesmo engrenagem de busca. Assim, para que eles sejam avisados sobre a nova publicação, seja página ou post ou qualquer outra modificações.

Dessa forma você terá o seu conteúdo indexado mais rapidamente nos motores de busca, o WordPress tem esse serviço automatizado, basta configurar a lista de sites.

Copie a lista de Ping do WordPress em baixo e cole-a sob o URL existente em >>Configuração >>Escrita >> > Serviços de atualização.

Depois clique em > > > Salvar as alterações

http://feedburner.google.com/fb/a/pingSubmit?bloglink=https://seusite.com.br/
http://rpc.weblogs.com/pingSiteForm?name=SeuSite&url=https://yourwebsite.com.br

http://bing.com/webmaster/ping.aspx
http://ping.blo.gs/
http://blog.goo.ne.jp/XMLRPC
http://blog.with2.net/ping.php
http://blogping.unidatum.com/RPC2
http://blogpingr.de/ping/rpc2
https://ping.blogs.yandex.ru/RPC2
http://blogsearch.google.ae/ping/RPC2
http://blogsearch.google.at/ping/RPC2
http://blogsearch.google.be/ping/RPC2
http://blogsearch.google.bg/ping/RPC2
http://blogsearch.google.ca/ping/RPC2
http://blogsearch.google.ch/ping/RPC2
http://blogsearch.google.cl/ping/RPC2
http://blogsearch.google.co.cr/ping/RPC2
http://blogsearch.google.co.hu/ping/RPC2
http://blogsearch.google.co.id/ping/RPC2
http://blogsearch.google.co.il/ping/RPC2
http://blogsearch.google.co.in/ping/RPC2
http://blogsearch.google.co.it/ping/RPC2
http://blogsearch.google.co.jp/ping/RPC2
http://blogsearch.google.co.ma/ping/RPC2
http://blogsearch.google.co.nz/ping/RPC2
http://blogsearch.google.co.th/ping/RPC2
http://blogsearch.google.co.uk/ping/RPC2
http://blogsearch.google.co.ve/ping/RPC2
http://blogsearch.google.co.za/ping/RPC2
http://blogsearch.google.com.ar/ping/RPC2
http://blogsearch.google.com.au/ping/RPC2
http://blogsearch.google.com.br/ping/RPC2
http://blogsearch.google.com.co/ping/RPC2
http://blogsearch.google.com.do/ping/RPC2
http://blogsearch.google.com.mx/ping/RPC2
http://blogsearch.google.com.my/ping/RPC2
http://blogsearch.google.com.pe/ping/RPC2
http://blogsearch.google.com.sa/ping/RPC2
http://blogsearch.google.com.sg/ping/RPC2
http://blogsearch.google.com.tr/ping/RPC2
http://blogsearch.google.com.tw/ping/RPC2
http://blogsearch.google.com.ua/ping/RPC2
http://blogsearch.google.com.uy/ping/RPC2
http://blogsearch.google.com.vn/ping/RPC2
http://blogsearch.google.com/ping/RPC2
http://blogsearch.google.de/ping/RPC2
http://blogsearch.google.es/ping/RPC2
http://blogsearch.google.fi/ping/RPC2
http://blogsearch.google.fr/ping/RPC2
http://blogsearch.google.gr/ping/RPC2
http://blogsearch.google.hr/ping/RPC2
http://blogsearch.google.ie/ping/RPC2
http://blogsearch.google.in/ping/RPC2
http://blogsearch.google.it/ping/RPC2
http://blogsearch.google.jp/ping/RPC2
http://blogsearch.google.ki/ping/RPC2
http://blogsearch.google.kz/ping/RPC2
http://blogsearch.google.la/ping/RPC2
http://blogsearch.google.li/ping/RPC2
http://blogsearch.google.lk/ping/RPC2
http://blogsearch.google.lt/ping/RPC2
http://blogsearch.google.lu/ping/RPC2
http://blogsearch.google.md/ping/RPC2
http://blogsearch.google.mn/ping/RPC2
http://blogsearch.google.ms/ping/RPC2
http://blogsearch.google.mu/ping/RPC2
http://blogsearch.google.mv/ping/RPC2
http://blogsearch.google.mw/ping/RPC2
http://blogsearch.google.nl/ping/RPC2
http://blogsearch.google.no/ping/RPC2
http://blogsearch.google.nr/ping/RPC2
http://blogsearch.google.nu/ping/RPC2
http://blogsearch.google.pl/ping/RPC2
http://blogsearch.google.pn/ping/RPC2
http://blogsearch.google.pt/ping/RPC2
http://blogsearch.google.ro/ping/RPC2
http://blogsearch.google.ru/ping/RPC2
http://blogsearch.google.rw/ping/RPC2
http://blogsearch.google.sc/ping/RPC2
http://blogsearch.google.se/ping/RPC2
http://blogsearch.google.sh/ping/RPC2
http://blogsearch.google.si/ping/RPC2
http://blogsearch.google.sk/ping/RPC2
http://blogsearch.google.sm/ping/RPC2
http://blogsearch.google.sn/ping/RPC2
http://blogsearch.google.st/ping/RPC2
http://blogsearch.google.tk/ping/RPC2
http://blogsearch.google.tl/ping/RPC2
http://blogsearch.google.tm/ping/RPC2
http://blogsearch.google.to/ping/RPC2
http://blogsearch.google.tp/ping/RPC2
http://blogsearch.google.tt/ping/RPC2
http://blogsearch.google.tw/ping/RPC2
http://blogsearch.google.us/ping/RPC2
http://blogsearch.google.vg/ping/RPC2
http://blogsearch.google.vu/ping/RPC2
http://blogsearch.google.ws/ping/RPC2
http://news2paper.com/ping
http://ping.bloggers.jp/rpc
http://ping.fc2.com
http://ping.rss.drecom.jp
http://rpc.bloggerei.de/ping/
http://rpc.pingomatic.com
http://rpc.technorati.com/rpc/ping
http://rpc.twingly.com
http://services.newsgator.com/ngws/xmlrpcping.aspx
http://api.feedster.com/ping
http://api.moreover.com/RPC2
http://api.moreover.com/ping
http://www.blogdigger.com/RPC2
http://www.blogshares.com/rpc.php
http://www.blogsnow.com/ping
http://www.blogstreet.com/xrbin/xmlrpc.cgi
http://bulkfeeds.net/rpc
http://www.newsisfree.com/xmlrpctest.php
http://ping.feedburner.com
http://ping.syndic8.com/xmlrpc.php
http://ping.weblogalot.com/rpc.php
http://rpc.blogrolling.com/pinger/
http://rpc.weblogs.com/RPC2
http://www.feedsubmitter.com
http://blo.gs/ping.php
http://www.pingerati.net
http://www.pingmyblog.com
http://geourl.org/ping
http://ipings.com
http://www.weblogalot.com/ping
http://rpc.pingomatic.com/
http://rpc.blogbuzzmachine.com/RPC2
http://ping.fc2.com/
http://blogs.yandex.ru/
http://rpc.bloggerei.de/
http://ping.blogs.yandex.ru/RPC2
http://ping.rss.drecom.jp/
http://rpc.odiogo.com/ping/
http://mod-pubsub.org/kn_apps/blogchatt
http://ping.amagle.com/
http://ping.bloggers.jp/rpc/
http://ping.exblog.jp/xmlrpc

SEO e o JavaScript
Blog, Company, Marketing Digital, SEO

SEO e o JavaScript

Google Descreve os Sites que Precisam de ajuda com o SEO ao usar o JavaScript

Como você sabe, Martin Splitt do Google tem produzido uma série de vídeos em torno de JavaScript e SEO.
Até agora vimos um vídeo de introdução e como o Google indexa JavaScript. O próximo vídeo também é básico e descreve que tipo de sites com JavaScript Google não tem problemas com e que tipos podem precisar de algum TLC extra.

Veja o Video do Google sobre SEO e o JavaScript

SEO e o JavaScript

Em suma, se você pode ver o código fonte e ver o seu conteúdo primário nessa Vista fonte – então o Google não terá problemas indexando esse conteúdo.
Mas se você não vê seu conteúdo no código fonte, então você vai precisar fazer algumas coisas extras. O Google vai rever essas coisas em vídeos futuros. Mas, por agora, o Google é apenas uma descrição que os sites precisam de Ajuda para obter o seu conteúdo no Google se eles usam JavaScript de uma certa forma. Fake News para o Marketing Digital 2019

Transcrição.: SEO e o JavaScript

Existem muitos tipos diferentes de conteúdo na web. Há HTML, imagens e vídeos, mas também aplicações cada vez mais complexas rodando no navegador para coisas como e-mail, planilhas ou até mesmo suites de edição de fotos inteiras. Então, o que o termo sites JavaScripts realmente significa?

E quando você precisa prestar atenção ao JavaScript SEO?

Tradicionalmente JavaScripts eram usados para melhorar progressivamente o site em cima de seu conteúdo primário.
Por exemplo, você pode adicionar comportamento ou recursos adicionais, tais como análises, efeitos de texto funky que seguem o cursor do mouse ou até mesmo efeitos caprichosos, como a queda de flocos de neve em uma página web.

Não nos referimos a sites como JavaScript porque todo o seu conteúdo primário está presente sem JavaScript.

Tente isto por si mesmo e use a funcionalidade ver página Fonte do seu navegador.
Alternativamente, você também pode desligar JavaScript em seu navegador e esses sites ainda vão funcionar muito bem e mostrar-lhe todo o conteúdo primário.

SEO e o JavaScript

Mas então há esses sites que usam JavaScripts para carregar e exibir conteúdo crítico. Como usar JavaScripts para carregar dinamicamente mais conteúdo quando o Usuário se desloca ou quando o navegador é redimensionado. JavaScripts também podem ser usados para fazer outras coisas em resposta a ações do usuário, como clicar ou digitar em um teclado. A diferença importante em relação aos exemplos anteriores de usar JavaScripts para o comportamento dinâmico é que agora estamos usando JavaScripts para modificar nosso conteúdo crítico de ad na página. Isto é relevante para propósitos SEO, pois você quer ter certeza de que o Googlebot vê todo o conteúdo na página, incluindo as partes que estão sendo adicionados dinamicamente usando JavaScripts.

Por último, mas não menos importante, eles são os chamados aplicativos de página única. Aplicativos de página única geralmente consistem no chamado shell e várias vistas ou rotas com conteúdo diferente. Alguns frameworks JavaScript como reat e angular também caem nesta categoria. Por exemplo, você pode ter uma shell que consiste em um menu de navegação e um rodapé que permanecem sempre os mesmos. Mas entre navegação e rodapé o conteúdo pode mudar sem recarregar a página. Você pode usar as ferramentas de desenvolvimento do navegador para ver o conteúdo sendo obtido da rede nestes casos. Ao contrário dos exemplos anteriores de sites que usam JavaScript, aplicativos de uma única página geralmente só entregar as partes estáticas da shell e usar JavaScript para decidir que Conteúdo obter e exibir mais tarde.

Vamos dar um passo atrás e recapitular. Se você usar a fonte da página de visualização do seu navegador e ver todo o seu conteúdo, você não tem que se preocupar com JavaScript SEO. Se você só ver algum de seu conteúdo, este conteúdo será indexado na primeira onda de indexação, então imediatamente basicamente. Vamos dar uma olhada em algumas ferramentas e dicas para garantir que o resto do seu conteúdo permanece indexável também. Se você está preocupado em ser indexado o mais rápido possível certifique-se de que o conteúdo que você mais se preocupa é parte da marcação que você vê na fonte de seu site. Se você não ver o seu conteúdo e usar JavaScript para carregar o conteúdo dinamicamente, isso significa que seu aplicativo de página única terá que esperar por renderização e, em seguida, indexação.

Em episódios posteriores vamos explorar opções para melhorar isso. Por exemplo, você pode usar a renderização dinâmica, mas não se preocupe que isso não afetará como o seu site está ranking ou colocar o seu site em desvantagem.

No próximo episódio iremos rever algumas técnicas importantes e melhores práticas que você deve ter em mente, não importa que tipo de site você tem que se certificar de que o conteúdo do seu site é descobrível em busca. Portanto, não se esqueça de subscrever e comentar e como este vídeo e também verificar os links úteis webmasters na descrição de vídeo abaixo. Mais JavaScript SEO está chegando em breve, por isso fique sintonizado.

Blog, Clients, Company, Redes Sociais, SEO

Danillo Leite

Danillo Leite é reconhecido por sua expertise SEO para buscadores de internet, como GOOGLE, BING, Yandex entre outros além de Mídias Digitais. Ajudando os Médicos, clínicas e comerciantes a entender como as tecnologias novas e transformadoras afetam o negócio e a experiência geral em beneficio do cliente.

Danillo Leite

Desde que fundou sua consultoria, a IT9 Marketing Digital. Danillo tem trabalhado com autoridades de suas áreas, focando sua equipe para  ajudar a desenvolver e implementar estratégias de marketing digital eficazes à seus clientes.

IT9 Marketing Digital

Danillo conquistou sua experiência de Marketing e Mídia estudando ao redor do mundo. Como diretor de operações globais, ele criou um plano de marketing integrado para várias localizações.

Negócio de Consultoria – Danillo Leite

Além de seu Negócio de Consultoria, tem também o ABCTudo Notícias, Saúde ABCTudo, Aposentadoria Especial SP, Danillo Leite é amplamente reconhecido por sua excelência docente. Youtube, Google, Facebook, Twitter, Instagram, Linkedin, Piterest e sempre em busca de novidades para seus clientes e para seu time.

Danillo Leite está de malas prontas rumo novamente à Cambridge, Massachusetts, USA e onde irá estudar em Harvard University Marketing para aprimorar seus conhecimentos.

Conhecimento ao Redor do Mundo

  • MTK Londres / UK
  • MTK EN Toronto / CN
  • MTK EN Nova York / US
  • MTK Boston / US
  • São Paulo MTK TOOLS EN  / BR

Nossa Equipe deseja muito sucesso e estamos à seu aguardo para aprender juntos as novidades do Mercado Global.

Neurocirurgião SP
Quando Consultar um Neurocirurgião SP?

Case de Sucesso – Dr Victor Barboza – Neurocirurgião São Paulo

O Neurocirurgião SP trata de diversas doenças que acometem o sistema nervoso central e periférico.

Para saber sobre os sintomas neurológicos mais comuns que levam um paciente a procurar um neurocirurgião.

Conheça o Dr Victor Barboza – Neurocirurgião Moema SP

Neurocirurgião SP
1 – Neurocirurgião São Paulo
Neurocirurgião em São Paulo

Quando Consultar um Neurocirurgião e ou ter uma Segunda Opnião Médica

playlist: https://www.youtube.com/playlist?list=PLIFffJL-DKFig4FMTdbp-CevujQzkmqkC

canal: https://www.youtube.com/channel/UCn9_HP5s0cQhz72XO3j7Mxg

Neurologista SP: https://www.youtube.com/watch?v=UQbL-9EDWAk&t=1s

A neurocirurgia são paulo é a especialidade da medicina que diagnostica e trata pessoas de todas as idades, mesmo fetos, em alguns casos, quando possuem problemas no sistema nervoso central e periférico. Isso significa que pode resolver doenças que afetam não só o cérebro, como, também, a coluna, a medula e os nervos periféricos.

Embora o nome neurocirurgia dê a impressão de que se trata de uma área que atua apenas quando existe a necessidade de intervenção cirúrgica, a verdade é que, nessa área, também, entra a prevenção de lesões e patologias. Além disso, os profissionais neurocirurgiões podem avaliar pacientes e cuidar da sua reabilitação.Neurocirurgião SP- neurocirurgia profissional

Já as doenças que podem ser tratadas pela neurocirurgia sp são as doenças vasculares, como aneurismas e a obstrução arterial, além das patologias degenerativas, os tumores, as lesões raqui-medulares e os traumas crânio-encefálicos. Outros exemplos são os traumas na coluna vertebral, dor crônica na coluna, hérnias de disco e hidrocefalia.

A epilepsia, os transtornos da psique e as desordens dos movimentos, entre eles, doença de Parkinson, síndrome de Tourette, distonias, síndrome do Túnel do Carpo e demais são outras doenças que podem ser tratadas por um neurocirurgião.

O neurocirurgião pode, ainda, intervir nas seguintes situações:

  • Tumores do encéfalo e da caixa óssea craniana, além dos que acometem a coluna;
  • Meningocele, meningomielocele e siringomielia;
  • Edema cerebral, abscessos, parasitoses cerebrais e cistos;
  • Deformações congênitas do crânio, bem como afundamentos e falhas ósseas;
  • Dores crônicas variadas, com intervenção cirúrgica;
  • Estenoses, degenerações discais sintomáticas e listese vertebral;
  • Escolioses, fraturas por osteoporose, síndrome facetaria e compressão radicular;
  • Inserção e remoção de próteses na coluna espinhal e no crânio.

EXAMES MAIS COMUNS DA NEUROCIRURGIA

Em uma consulta com o especialista neurocirurgião, o mais comum é que o profissional realize uma entrevista completa com o paciente. Também, pode-se fazer exames clínicos, sendo que entre os mais comuns é possível citar a avaliação de reflexos, de equilíbrio, de força e de sinais vitais. Neurocirurgião SP- neurocirurgia profissional

Havendo necessidade, ele pode solicitar exames laboratoriais, entre eles, tomografia, ressonância magnética, eletroencefalograma, eletromiografia, doppler transcraniano http://dopplertranscraniano.org e angiografia cerebral. Além disso, o médico neurocirurgião pode prescrever remédios, de acordo com cada situação, sendo mais usual os psicofármacos.Neurocirurgião SP- neurocirurgia profissional

Essa classe de fármacos ajuda a corrigir os desequilíbrios bioquímicos no sistema nervoso, a fim de restabelecer as funções nervosas, físicas ou psíquicas. Outros medicamentos que podem ser indicados são os anticonvulsivantes e os antipsicóticos. Dessa forma, nem sempre são necessários os procedimentos cirúrgicos para tratar as patologias associadas à neurocirurgia.

Em outros casos, entretanto, os remédios podem ser associados à necessidade de cirurgia. Tudo vai depender de cada paciente, do tipo de problema, dos sintomas, do grau que a doença está e demais fatores que são avaliados pelo médico.

MÉDIA SALARIAL DO PROFISSIONAL DE NEUROCIRURGIA

Para ser um neurocirurgião, o profissional deve ter formação em Medicina, que, em geral, conta com seis anos de graduação. Depois de ter o diploma em mãos, ele deve fazer a residência, que, no Brasil, tem duração média de cinco anos. É nesse período que ele se aproximará mais da neurocirurgia, quando há as disciplinas relacionadas ao assunto – entre elas, clínica neurocirúrgica, anatomia microcirúrgica, fundamentos de neurofisiologia clínica e outras. Neurocirurgião SP- neurocirurgia profissional

Ao final da sua residência, o profissional recebe a certificação de especialista em neurocirurgia. Posteriormente, o mais comum é que atue em conjunto com outros médicos no atendimento de emergência, pois é quando se ganha mais experiência.

Já com o conhecimento necessário, o profissional poderá atuar ainda no campo da pesquisa, perícia médica judicial, lecionar, desenvolver próteses e demais atividades. Já o salário do médico que se especializa em neurocirurgia varia de R$ 3mil a R$13 mil, sendo que o valor vai depender do seu tempo de experiência e do local onde trabalha.

QUANDO PROCURAR UM PROFISSIONAL DA NEUROCIRURGIA

Existem muitas situações em que é indicado buscar um profissional da neurocirurgia, sendo que a melhor maneira de identificar essa necessidade é por meio dos sintomas apresentados. Dessa forma, você pode consultar com um médico dessa especialidade nos casos em que houver:

  • Dores de cabeça;
  • Dores na coluna;
  • Tonturas;
  • Desequilíbrios;
  • Tremores;
  • Desmaios;
  • Formigamentos;
  • Perda de força;
  • Alterações na visão;
  • Alterações na fala;
  • Alterações do estado mental;
  • Alteração do humor;
  • Perda de memória;
  • Insônia;
  • Excesso de sono;
  • Déficit de atenção,
  • Crises de epilepsia;
  • Ansiedade e outros distúrbios semelhantes.

Sempre que esses sintomas permanecerem por um tempo a mais do que o normal, como a dor de cabeça que persiste por dias, vale a pena buscar a ajuda de um neurocirurgião. Muitas vezes, as doenças são silenciosas, com sintomas comuns a outros problemas, e apenas uma avaliação médica ajudará a diagnosticar.

O neurocirurgião trata de diversas doenças que acometem o sistema nervoso central e periférico. Os sintomas neurológicos mais comuns são os que seguem:

  • Dor de cabeça (cefaléia),
  • Dores na coluna (lombalgia, cervicalgia…),
  • Desmaios e crises epilépticas (epilepsia),
  • Formigamentos (parestesias) e outras alterações da sensibilidade,
  • Perda de força (paralisias, plegia ou paresia),
  • Alterações visuais (perdas visuais, visão dupla, pontos luminosos) e alterações da fala (gagueira, afasia)
  • Alterações do estado mental (confusão, agitação), perda de memória,
  • Tonturas, alterações do equilíbrio e marcha,
  • Movimentos involuntários (tremores, tics),
  • Distúrbios do sono (falta de sono ou sono em excesso),
  • Déficit de atenção,
  • Alteração do humor (irritabilidade, depressão),
  • Ansiedades (medos, fobias, pânico, preocupações excessivas).

A avaliação do neurocirurgião é sempre importante para descartar a possibilidade de tratamento cirúrgico de algumas doenças.  A equipe interneuro trata as seguintes patologias, de acordo com as doenças que seguem:

Neurovascular – Neurocirurgião SP- neurocirurgia profissional

  • Aneurismas cerebrais
  • Mal-formações arteriovenosas cerebrais e raquidianas
  • Pré operatórios de tumores
  • Doenças estenosastes
  • Fístulas
  • Cavernomas
  • AVCs (derrames)
  • Hemangioma
  • Patologias de Carótidas e Vertebrais

Procedimentos terapêuticos: – Neurocirurgião SP- neurocirurgia profissional

  • Angioplastia de carótidas com stent e sistema de proteção cerebral
  • Angioplastia de artérias vertebrais com stent
  • Angioplastia de artérias intracranianas com stent
  • Embolização de aneurisma cerebrais Embolização de MAV (malformações arterio venosas) cerebrais
  • Embolização de MAV (malformações arterio venosas) de face e sangramentos nasais
  • Embolização de tumores cerebrais (pré – operatório)
  • Embolização de fístulas arterio venosas intracerebrais
  • Cirurgia minimamente invasiva de coluna (Infiltrações de coluna e vertebroplastias para dor e fraturas de coluna sem indicação de cirurgia convencional);

Neurocirurgia Geral – Neurocirurgião SP- neurocirurgia profissional

  • Hidrocefalia
  • Tumores cranianos e encefálicos
  • Hematomas
  • Cistos…

Cirurgia de Coluna – Neurocirurgião SP- neurocirurgia profissional

  • Traumas
  • Doenças degenerativas (fraturas,artrose, bico de papagaio, hérnia de disco…)
  • Doenças congênitas (escoliose, desvios)…

Neuro-oncologia

  • Tumores, câncer…

Nervos Periféricos

  • Síndrome do túnel do carpo
  • Traumatismos

Neurocirurgia na TV

Super Marketing Digital Black

Confirmação Cientifica dos Fatos e Assinada por autoridade: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1737088/pdf/v069p00407.pdf

Neurocirurgião História

 

Neurocirurgião SP – Dr Victor Barboza

Queda do Alcance Orgânico no Facebook
Blog, Clients, Company, Facebook, Marketing Digital

Queda do Alcance Orgânico no Facebook – Quem não Paga não Aparece

Recentemente, o Facebook anunciou uma modificação em sua plataforma, em relação ao alcance orgânico, que interfere diretamente na forma como as empresas utilizam a geração de conteúdo para relacionar-se com o seu público. Neste artigo, vamos saber mais sobre esta queda do alcance orgânico no Facebook e conhecer algumas estratégias para que estas mudanças não impactem o seu negócio.

Queda do Alcance Orgânico no Facebook

O que é Alcance Orgânico

O alcance orgânico corresponde à quantidade de pessoas que realmente viram a postagem da sua fan page, sem que sua empresa tenha investido em anúncios. Na realidade, quando uma publicação é feita em uma fan page, somente algumas poucas pessoas visualizam este post em seu feed.

Isto acontece, pois o Facebook analisa, por meio de seu algoritmo, as interações entre consumidores e os posts realizados nas fan pages, com o objetivo de exibir o conteúdo mais relevante para cada pessoa.

Inicialmente, o alcance orgânico do Facebook girava em torno de 100%. Assim, as empresas viram uma possibilidade de impactar uma grande quantidade de pessoas com a sua marca, pois era possível divulgar produtos e serviços por meio do relacionamento com pessoas que compartilhavam interesses similares à mensagem desta marca.

A Queda do Alcance Orgânico

Em 2017, o Facebook já anunciou algumas mudanças nos algoritmos que definem o alcance orgânico, para favorecer cada vez mais a exibição de publicações de amigos e familiares no feed de notícias, ao invés de publicações das fan pages.

O fundador da rede social, Mark Zuckerberg, alega que o objetivo da rede é priorizar a interação entre as pessoas, especialmente entre conhecidos, já que o Facebook foi construído para ajudar as pessoas a permanecerem conectadas e encontrar mais pessoas com as mesmas afinidades.

No início de 2018, o Facebook informou que esta atualização no algoritmo não modifica a forma como as postagens são exibidas, nem mesmo a forma como o público interage com elas.

Segundo as informações da rede social, o algoritmo está ficando cada vez mais criterioso para compreender o que cada usuário busca quando está online, para assim, mostrar o que ele realmente deseja. Na realidade, se isto não acontecesse, ao entrarmos no Facebook teríamos, em média, 1500 postagens para ver.

Além disso, a forma como a interação do usuário é contabilizada está sendo modificada. Anteriormente, mesmo que uma pessoa passasse rapidamente por um post, já era considerado uma visualização. Como agora é a interação real que conta, a mensuração deste alcance demonstra números inferiores.

Como Utilizar estas Mudanças a Favor da sua Empresa

Anúncios – “Quem não Paga não Aparece”

Queda do Alcance Orgânico no Facebook

Não podemos negar que o investimento em anúncios passou a ser indispensável para que uma marca tenha resultados expressivos no Facebook, pois esta é a melhor forma de fazer seu conteúdo chegar ao seu público. Mas para isto, é necessário que a empresa passe a conhecer melhor quem é a sua persona, de forma a criar o conteúdo mais relevante para ela.

Grupos – Favorecendo a Interação

Desenvolver uma estratégia voltada para os grupos também pode ser muito relevante, pois este “ambiente” favorece o diálogo e a troca de experiências, assim como as indicações de produtos e serviços.

Contudo, é importante lembrar que, aqui, a comunicação deve ser diferenciada. Posts com “propaganda” não são bem vistos e podem prejudicar a imagem da sua empresa, ao invés de impulsionar seus resultados. Aqui na It9, estamos desenvolvendo esta estratégia com bons resultados, principalmente em nichos de mercado mais complexos, como o Marketing Médico.

Seu Site – Invista na sua Própria Casa

Já é senso comum que fazer marketing não significa apenas ter uma fan page no Facebook. O site continua sendo a zona de engajamento mais importante para o seu público, pois é lá que podemos trabalhar as dores e os desejos da sua persona, conduzindo-a à conversão e à fidelização.

Incentive a Interação do seu Público

Por fim, não podemos esquecer do básico: as pessoas interagem com o que é relevante para elas. Assim, produza conteúdos que façam sentido para a sua persona e incentivem o compartilhamento. Ao publicar apenas o que a sua empresa acha interessante, sem pensar nos interesses da sua persona, mesmo investindo em anúncios, seus resultados podem não ser tão expressivos quanto a sua estratégia estimou.

Gostaria de alcançar melhores resultados com o seu marketing no Facebook? Nós da It9 podemos ajudar a produzir o conteúdo que o seu público quer receber!